CGRA3/CGRA4 - Grazziotin

Não achei tópico da empresa, e nem vi ninguém comentando nada, apesar de vários foristas sócios… Saiu o resultado do 3T19… not bad. Retomando crescimento e mesmo padrão operacional…
Segue com a parte do agronegócio que nunca entendi direito, mas ok.
Minha única posição no varejo (fora fiis de shopping)… pra mim está tudo caro ou ruim, menos a grazzziotin, que sempre foi mediana. Plano é ficar mais um pouco aproveitando drivers como recompra de ações e retornos fiscais. Mas tenho pouquinho… uns 4-5% da carteira de ações

Quem mais nela? Qual a estratégia de vcs…

Melhorou, tinham aberto muitas lojas, senpre demora para maturar. Ainda não vi o resultado completo. Pensei que a restituição do PIS/COFINS já fosse sair nesse trimestre. CGRA nunca encanta, nunca decepciona, estou desde de 2010 nela, já não tenho mais estratégia rs.

1 Curtida

Pois é…

Tem um valor de mercado de 485mi (430mi de valor de firma), com 340 lojas, uma boa força regional, além de finaceira, imóveis e umas fazendinhas … Se for comparar com os Big Players, MGLU 70bi (e 1000 lojas), Renner 40bi, Americanas 37bi, B2W 25bi e até a VVAR em 10bi… tem um certo potencial interessante pela frente… apesar de que enquanto essas cresceram, essa aí estacionou, segue vendendo no carnê, e tem atipicidades como só 15% das vendas no cartão…

Deixo por aí como reserva de valor… Paga uns 4-5% de dividendos, está negociada abaixo do PVP, tem ativos físicos reais, uma marca ok, e boa exposição em cidades de médio porte. Podem talvez se digitalizarem e virar uma empresa de varejo de verdade, ou talvez ser vendida para alguma big, que queira usar sua rede de distribuição… Meu medo é a Havan expandindo para o RS, o que pode ameçar o negócio dos gringos ali… Bem, vamos ver… :wink:

2 Curtidas

Particularmente não gostei das despesas administrativas e inadimplência terem aumentado.

hehehe
Nunca entrei por isso mesmo: “água de salsicha”.

Pra mim, neste setor, tendo a opção de comprar LREN3, todo o resto fica sem graça.

1 Curtida