Análise Fundamentalista 101

Galera, uma teoria de aprendizagem diz que devemos partir dos “first principles” para qualquer coisa que quisermos aprender. Esse princípios básicos seriam a essência de tudo, aquele mínimo que você deve dominar. A partir disso você pode expandir seu conhecimento para as ramificações e se aprofundar em alguma parte.

Assim, eu pergunto:

  • Para a análise fundamentalista, quais seriam os princípios básicos a serem dominados?
  • Quais são os indicadores que devemos avaliar primeiro?
  • O que consideram a essência de uma boa empresa?

desculpem se a pergunta é muito básica, mas quero aprender bem o arroz-com-feijão, para começar direito. Agradeço a todos

3 Curtidas

Esta é para o Mestre Miyahi:
image

Tentando ser breve, vou arriscar algumas respostas:

Para a análise fundamentalista, quais seriam os princípios básicos a serem dominados?

  • O princípio mais básico da análise fundamentalista é o entendimento das demonstrações financeiras, dos relatórios gerenciais e das informações públicas divulgadas por uma empresa a fim de identificar oportunidades onde algo seja precificado inadequadamente pelo mercado, para isso serão necessários conhecimentos anteriores de administração, economia e contabilidade.

Quais são os indicadores que devemos avaliar primeiro?

  • Existem diferentes tipos de indicadores, mas podemos classificar em duas grandes classes, os primeiros são os indicadores financeiros, que focam nas relações entre os dados produtivos e financeiros de uma empresa, são indicadores internos. E o segundo são os indicadores de mercado, que buscam relacionar os números de uma empresa com os números do mercado. Penso que sem analisar o primeiro, é difícil fazer uma avaliação do segundo.

que consideram a essência de uma boa empresa?

  • A essência de uma boa empresa está na rentabilidade dos seus ativos e conjuntamente na capacidade de reinvestir neste negócio, com a mesma rentabilidade, até atingir a maior escala possível.
7 Curtidas

Na análise fundamentalista, podemos classificá-la em duas vertentes:

Análise Quantitativa

Análise Qualitativa

Ao meu entender, a análise qualitativa deve equivaler a 70% de sua análise e a quantitativa aos outros 30%.

Sob a ótica da análise qualitativa, eu daria destaque aos itens elencados abaixo:

Entender como a empresa ganha dinheiro
Entender a estratégia da empresa (para analisar o potencial de crescimento)
Analisar as 5 forças de Porter (ao meu ver, a parte central da análise qualitativa)

Feito isso, partir para os números.

Não adianta saber o Lucro Líquido, Ebitda, Custos e despesas, Receita, se não souber como a empresa gera e administra tudo isso.

7 Curtidas

Lá no final do capítulo 13 do livro do Graham, O investidor inteligente, ele lista as exigências estatísticas para inclusão na carteira de um investidor defensivo:

  1. Tamanho adequado.
  2. Uma condição financeira suficientemente forte.
  3. Dividendos ininterruptos durante, pelo menos, os últimos dez anos.
  4. Nenhum deficit de lucros nos últimos dez anos.
  5. Crescimento decenal de, pelo menos, um terço nos lucros por ação.
  6. Preço da ação de, no máximo, 1,5 vezes o valor dos patrimônios líquidos.
  7. Preço não superior a 15 vezes os lucros médios nos últimos três anos.
1 Curtida