DMVF3 - D1000

D1000 é o braço varejista da Profarma, que acabou de abrir capital.

Para quem ainda não conhece, acabamos de fazer uma matéria bem bacana sobre a empresa. Espero que gostem e nos envie suas opiniões sobre o possível investimento:

5 Curtidas

parabéns pela matéria.
Tinha estudado um pouco ela e me pareceu bem interessante… preço derreteu pós IPO, EV/Ebitda de 5.5 e EV/Receita de 0.5…
O que não gostei é dessa exclusividade de compras da Profarma.
As margens brutas são iguais para todas. Mas despesas V&A são altas e precisará ter uma melhor rentabilidade por loja para dar resultado…
Alguém tem?

Exatamente isso, Maicon! De acordo com a empresa, é tudo questão agora de criarem escala para diluírem o SG&A, especialmente o corporativo que pesa muito pelo porte deles de apenas 200 drogarias (planejam chegar em 400). Além disso, dizem que as novas farmácias abertas apresentam margem de contribuição acima de 10%, corroborando com a estratégia de ganhos em margens com o crescimento planejado. Dinheiro para crescer eles tem, precisamos acompanhar a capacidade de execução.

Sobre o contrato com a Profarma, acho que eles tem mais a ganhar do que a perder com ele, mas é sem dúvidas um dos riscos esse potencial conflito de interesse.

Abraço!

1 Curtida

XP começou a recomendar o papel. Resumindo: no cenário mais pessimista possível, papel deveria subir 30%. No mais otimista, 200%. No neutro, 100%. Segue matéria:

2 Curtidas

Capaz de amanhã ja decolar.

@vkjr fora essa empresa, quais observa grande potencial?

1 Curtida

Estou bem confiante na d1000. Para curto/médio prazo, eu tenho e acredito muito em rani3, vulc3 e tasa3. Para LP, enbr3. Para médio prazo, rdni3. Para CP, MP e LP, tupy3 (talvez a melhor relação risco x retorno - papel no preço atual está muito barato - lugar dela é acima de 25,00)

Estou estudando tesa3 e aalr3

2 Curtidas