Dúvida - Indicador P/L - Preço Sobre o Lucro

Fórmula do P/L

P/L = P/LPA

Onde
P = Cotação da ação
LPA = Lucro líquido anual dividido pelo número de ações da empresa

Devo considerar o Lucro líquido anual a média dos lucros nos últimos anos ou somente o lucro do último ano? Gostaria de justificativas.

Além disso, representa o número de anos que se levaria para recuperar o investimento, mas não achei as justificativas dessa afirmação. Alguém sabe?

Então @eMineiro

o ideal é vc usar a soma do lucro liquido trimestral dos últimos 4 trimestres. Por exemplo, se estivermos na época de divulgação do balanço do 2T 17, o LL anual seria = 2T 17 + 1T 17 + 4T 16 + 3T 16.

Como agora estamos na época de divulgação do balanço anual de 2016, este valor já engloba a soma dos 4 trimestres de 2016, que seriam os últimos 4 trimestres divulgados. Aí seria só usar este valor divulgado.

Sobre a representação do indicador como o número de anos que levaria p/ recuperar seu investimento, vou dar um exemplo simples p/ demonstrar isso. Supondo que uma empresa está com P/L = 10. Sendo que a cotação § = 20, e o lucro líquido anual por ação (LPA, ou o L da formula) = 2. Vamos supor que vc comprou 100 ações da empresa, logo fez um investimento = 20 § x 100 (número ações) = R$ 2.000,00.

Continuando, agora vamos supor que o P/L da empresa se mantenha na casa dos 10 p/ os próximos 10 anos. Neste caso, o LPA que é de 2, se mantendo estável em 10 anos, daria um valor acumulado = 2 x 10 = 20. Pegando este valor de 20 do LPA acumulado, e multiplicando pelo número de ações que vc tem = 20 x 100 = R$ 2.000,00, que é o mesmo valor que vc investiu inicialmente.

Logo, quando falamos que um P/L de 10 representa que em 10 anos vc recuperaria seu investimento, estamos trabalhando com a suposição de que se as variáveis desta equação, tanto o P quanto o L se mantiverem estáveis, em 10 anos a empresa terá lucrado o mesmo valor que vc investiu nela.

Entretanto cabe ressaltar que é quase impossível destas variáveis se manterem estáveis ao longo dos anos. Mas isso é só um exemplo simples do que este indicador, sendo olhado de forma isolada, nos mostra. O ideal é sempre usar vários indicadores em conjunto na análise.

Neste post do blog explicou melhor sobre isso - Interpretando os Principais Indicadores Fundamentalistas – Primeira Parte

5 Curtidas

Tem algum material para começar a investir em FII?

1 Curtida

Recomendo o livro do nosso colega CPF: https://www.amazon.com.br/Introdução-aos-Fundos-Investimento-Imobiliário-ebook/dp/B00JGZOLOG

O link indicado está com problema. Não seria este link

1 Curtida

Ben Graham era bem conhecido por fazer comparações com a média dos lucros em períodos que variavam de 4 a 10 anos, o que parece fazer sentido em negócios cíclicos, industriais e dentro de uma economia de preços estáveis. Mas também era uma época em que a contabilidade ainda permitia algumas cambalhotas que dificultavam as análises ano a ano.

Outras máximas dele eram de que para uma ação ser interessante, deveria oferecer o dobro do rendimento de um título público de longo prazo, digamos, de 30 anos, o que tirando por base as NTNs que rendem hoje cerca de 6% ao ano (um P/L de 16,7), daria um P/L de 8,3 e um rendimento de 12%; outra era de que o preço máximo de uma ação de crescimento deveria ser de 15x os lucros do próximo ano.

Enfim, a análise por múltiplos (P/L incluso) não é uma ferramenta de valor absoluta, do tipo “quanto anos levarão para recuperar o meu investimento?” e sim de valor relativo: “como este investimento se compara com outros do mesmo grupo e de outros grupos, e como se compara também ao longo do tempo”. Grandes investidores de crescimento no passado focaram especificamente nesta relação ganha/ganha entre aumento efetivo dos lucros e das variações positivas no P/L.

Na nossa história recente mesmo temos o caso das ações de consumo, LREN3, HGTX3, AMAR3, LLIS3; há alguns anos eram negociadas a múltiplos que chegavam a 20 vezes o LPA, hoje estão na bacia das almas, e outros setores se levantam como os mais promissores só para cair de novo dentro de alguns anos. Mas a sabedoria do P/L se justifica pela simplicidade, pela facilidade da obtenção de dados e está no repertório de todo fundamentalista.

Desculpe alongar a resposta, mas acho que merecia o esclarecimento. Se quiser aprofundar, recomendo a leitura de “O Investidor Inteligente” e “Security Analysis”, ambos de Ben Graham, que abordam bastante o assunto.

Sds.

5 Curtidas