Ficar fora do mercado é pior do que comprar na baixa??? Reserva de Oportunidade

Fiz um estudo com o IBOV desde 1994, antes a hiperinflação distorce tudo, aplicando R$ 10.000,00 em 3 situações:

  • Tudo inicio (Não ficou fora do mercado)
  • Somente nos fundos (Corrigindo o que não foi aplicado pela Selic - IR de 15% no saque)
  • Nos fundos e nos topos (Corrigindo o que não foi aplicado pela Selic - IR de 15% no saque)

O resultado foi impressionante vejam:

Situação Data Compra Pontuação IBOV Quantidade Compa Valor Final Diferença de Aplicando tudo
Comprando tudo no começo mar./1994 1393 7,18 R$ 910.272,79 0,00%
Comprando somente nos fundos mar./1995 2978 2,12 161,43%
ago./1998 6472 2,13
set./2002 8623 3,79
nov./2008 36595 2,43
jan./2016 40402 4,63
mar./2020 73039 3,66 R$ 2.379.729,86
Comprando somente nos topos e nos fundos set./1994 5484 0,51 87,29%
mar./1995 2978 1,06
jul./1997 12872 0,40
ago./1998 6472 1,07
mar./2000 17820 0,59
set./2002 8623 1,89
mai./2008 67868 0,61
nov./2008 36595 1,23
abr./2010 70374 0,73
jan./2016 40402 2,34
jan./2020 115651 1,16
mar./2020 73039 1,85 R$ 1.704.822,96
12 curtidas

Acho muito interessante essas projeções, sempre tenho esse tipo de dúvida.
Mas acredito que um cenário mais realista seria comparar algo do tipo:

Duas carteiras ambas iniciando com 10k

  1. Adiciona todo mês 1k (ou outro valor qualquer) na bolsa
  2. Vai guardando 1k em tesouro SELIC até os fundos, quando aplica tudo que está guardado, e vai repetindo o processo
1 curtida

Boa, concordo… @dobermanmtx se tiver disponibilidade para simular essa estratégia, acho que seria bem válido! Abraço!
E seria interessante tentar aplicar alguma forma de descontar a inflação do período, para tentar entender quanto realmente esse montante final seria equivalente ao valor aplicado + rendimento.

2 ganha com folga, seguindo a mesma logica do estudo acima.

E quanto seria se tivesse deixado tudo em selic? Suspeito que a £selic alta da época distorceu um pouco

Acredito que se tivesse deixado na selic seria mais rentavel que todas as opcoes. Rsrs

1 curtida

Sim, R$ 2.267.426,67 lembrando que ibov não é nada.
Se eu colocar isso em uma carteira com wege, radl, rent e outras mais, mesmo que tenha outras piores selic vai perder feio.

3 curtidas

Tem um estudo do celtberian no reedit que se voce pegar ibov desde o começo renda fixa perde até para ibov.

Inflação do período 365% + ou -

2 curtidas

Olá, fiz um estudo faz muitos e muitos anos usando o Economática, mas utilizando o IGPM como deflator. Ao invés de pegar o fundo do Ibovespa, retirei os anos ruins. As conclusões numéricas são parecidas, mas acho que ainda a lógica é a mesma: as pessoas estão superestimando o market timing e ainda a alocação estratégica como se fosse algo fácil aguardar e rebalancear quando for mais oportuno.

Segue o que postei na época:

-/-/-/-/-/-/-/-/-/-

Lhes apresento o Índice Ibovespa corrigido pela inflação (corrigido pelo IGP-M, lembrando que houve ajustes no índice ibovespa).

Ibovespa Nominal x Ibovespa Real
Ano Ibovespa Rentabilidade nominal Ibovespa corrigido Rentabilidade real
1968 2,1E-10 2.937
1969 5,5E-10 162% 6.403 118%
1970 8,5E-10 55% 8.284 29%
1971 1,81E-09 113% 14.662 77%
1972 1,01E-09 -44% 6.974 -52%
1973 1,05E-09 4% 6.309 -10%
1974 1,44E-09 37% 6.724 7%
1975 1,94E-09 35% 7.084 5%
1976 2,41E-09 24% 6.231 -12%
1977 3,4E-09 41% 6.162 -1%
1978 3,55E-09 4% 4.638 -25%
1979 5,56E-09 57% 4.719 2%
1980 8,01E-09 44% 3.396 -28%
1981 1,714E-08 114% 3.462 2%
1982 2,808E-08 64% 2.902 -16%
1983 2,4133E-07 759% 9.800 238%
1984 0,000001307 442% 16.551 69%
1985 0,000006555 402% 25.501 54%
1986 0,00000926 41% 14.870 -42%
1987 0,00001249 35% 6.175 -58%
1988 0,00033082 2549% 20.844 238%
1989 0,0061615 1762% 27.342 31%
1990 0,025157 308% 3.930 -86%
1991 0,60777 2316% 18.447 369%
1992 6,7805 1016% 18.857 2%
1993 375,452 5437% 47.390 151%
1994 4.353,92 1060% 21.922 -54%
1995 4.299,00 -1% 12.926 -41%
1996 7.039,94 64% 19.053 47%
1997 10.196,50 45% 25.573 34%
1998 6.784,30 -33% 16.378 -36%
1999 17.091,60 152% 37.066 126%
2000 15.259,20 -11% 29.087 -22%
2001 13.577,50 -11% 23.451 -19%
2002 11.268,40 -17% 17.147 -27%
2003 22.236,30 97% 27.555 61%
2004 26.196,25 18% 29.673 8%
2005 33.455,94 28% 35.763 21%
2006 44.473,71 33% 46.734 31%
2007 63.886,10 44% 63.886 37%
Média a.a 135,20% 8,20%

Não é difícil entender o porquê tanta gente anda falando de ações. Uma pessoa que tenha investido R$ 100.000,00 em um fundo atrelado ao índice no começo de 2003 teria ao final de 2007 R$ 566.949,17 (não levando em consideração impostos e taxas) . Isso significa que em míseros 5 anos uma pessoa conseguiria metade do necessário para se aposentar. Alto lá! Antes de você ir correndo despejar seu dinheiro no mercado de ações vamos entender algumas coisas. Você realmente olhou a tabela atentamente? Tente notar: - Em 1990 houve uma desvalorização real de 86%! Você realmente aguentaria ver sua quase aposentadoria minguar em OITENTA E SEIS PORCENTO? Note o ano seguinte. Imagine a pessoa que retirou seu dinheiro no ano anterior. - Note a diferença entre a rentabilidade média nominal (não descontada a inflação) e a real. Entenda algo: a inflação, especialmente no Brasil, será seu maior inimigo. Não acredite naquelas lindas rentabilidades que você está vendo. SEMPRE deflacione seus investimentos para ver se realmente está ganhando algo. -Você notou a rentabilidade média real de 8,2%? Lhes apresento então outra grande tabela:

De 1990 até 2007
Ibovespa 4,8% de juros reais a.a
Ibovespa 145% de juros nominais a.a
Taxa Selic 4,7% de juros reais a.a
Taxa Selic 141% de juros nominais a.a

O que isso significa? Significa que qualquer pessoa que tenha investido em renda fixa atrelada ao juros teria obtido até hoje uma rentabilidade igual ao que estivesse investindo em ações. Mais ainda, teria obtido essa rentabilidade com riscos menores. E ainda mais, a bolsa brasileira só se igualou aos juros brasileiros por causa dessa não tão súbta subida da bolsa brasileira nos últimos anos. Ou seja, para investidores normais, no geral, não valia a pena investir na bolsa de valores. Portanto, se você acredita que os juros brasileiros irão baixar ou ao menos se manter estáveis, enquanto a economia vai continuar crescendo, investir em ações é um ótimo negócio. Entretanto, se isso não acontecer investir em ações é praticamente (mas não totalmente) inútil.


Ok, vamos olhar novamente aquela tabela grande do Ibovespa e tentar entender o porquê tantas pessoas tentam realizar o timming (a hora de entrar ou sair) de uma ação ou mesmo do mercado. Qualquer pessoa iria olhar para uma tabela dessas e falar: “Horas, se eu tirar meus investimentos da bolsa quando ela estiver caindo e só entrar quando ela estiver subindo, posso ficar milhonário!”. “Qualquer idiota, por exemplo, sabe que a situação não anda bem no mundo!”. Certíssimo. Antes de tudo, vamos supor que você tinha R$ 100.000,00 (cem mil) reais em 1968. Vamos fazer também os cálculos apenas com a rentabilidade real (sem a inflação) para facilitar a compreensão do nosso exercício mental. Desconsideraremos custos e impostos também. Ok, você investiu cem mil reais em um fundo atrelado ao índice Ibovespa, portanto sua rentabilidade (consideraremos) foi igual ao do índice. Quanto você teria ao final de 2007? A resposta é R$ 2.175.192,79! Mas e a pessoa que pudesse digamos, na pior das hipóteses, escapar dos 3 piores anos? Horas, 3 anos ruins? Quem não consegue antever isso? Bem, essa pessoa teria hoje exatamente hoje R$ 78.775.282,43!!! (isso mesmo, setenta e oito milhões, uma diferença brutal). Sei que você deve estar desesperado e gritando: “Raios, eu trabalhei tanto para quê? Como fui um idiota. É tão fácil ficar rico!” Ok, antes de prosseguir, vamos fazer o inverso. Vamos dizer que, sem querer, o tiro sai pela culatra e em vez de você fugir dos 3 piores anos você fica fora do mercado durante os 3 melhores anos. Quanto você teria? Seria exatamente R$ 40.653,16. Isso mesmo, após longos 40 anos você teria ficado mais pobre. (Note que não consideramos os custos e os impostos, portanto cada vez que você sai do mercado você teria que pagar imposto, fora o custo de entrada e saída do mercado. E isso reduziria substancialmente os ganhos. Não irei entrar em detalhes, mas lhe digo que ultrapassaria 50% dos seus ganhos.)

Deixarei você tirar suas próprias conclusões.

Se é realmente é possível você antever um ano ruim, um mês ruim, um dia ruim ou mesmo uma hora ruim, etc, como muitos economistas, bancos, gerentes ou visionários dizem que o fazem e o aconselham, apenas fazendo caixa para um rebalanceamento mais oportuno, você tem ideia qual seria o volume de dinheiro que os bancos teriam em seus fundos visto quão fácil eles bateriam seus índices de referência?

7 curtidas

Buy and forget, perda maxima 100%, lucro máximo infinito, rebalanceia comprado oportunamente nas quedas.

Sou contra concentração também, 2% cada ja é o suficiente, uma única empresa carrega sua carteira toda no longo prazo, comprar o que da lucro e que cresce o lucro, minha análise é simples assim, por que no final tudo reflete no lucro liquido recorrente, o resto é só promessa e futurologia.

3 curtidas

Dando um pitaco aqui, o problema dessas simulações é que os fundos ou topos só são conhecidos a posteriori. Uma simulação mais realista seria quando cair x meses, ou y % abaixo da média móvel ou qualquer critério que a pessoa podia saber na data em questão.

7 curtidas

Eu já fiz um estudo desses em 2011, tenho ele aqui, mas não me lembro quais critérios utilizei para os cálculos, sei que a realocação era automática a cada mês. O resultado era positivo para uma mistura com renda fixa. Mas há dois problemas nessas simulações históricas:

1 - A renda fixa era extremamente elevada no período no começo da série histórica, o que faz com que a rentabilidade pareça muito melhor do que seria se estivéssemos num cenário de país mais “normal”.
2- Você eleva os custos de transação e impostos quando a posição se torna relevante e seu aporte não consegue mais rebalancear a carteira.

Eu acho que é uma estratégia que gerará frutos quando você ainda é pequeno, mas quanto maior, mais compensa você ter ou criar uma estrutura que mitigue os impostos para ser viável.

2 curtidas

Entendo, o problema e que cada um tem uma estratégia aí o estudo não fica abrangente, comprando o topo e o fundo você tem um preço médio, que da uma ideia para a maioria das estratégias.