RZTR11 - Riza Terrax

Achei a proposta inicial bem interessante, mas na IPO preferi ficar de fora.

Me parece uma boa forma de diversificar e se expor a um dos setores aonde o Brasil é mais forte.

Preço no secundário está bem próximo da emissão em andamento.

O que acham do fundo no geral?

Será que a nova modalidade, Fiagro, não “mata” esse FII?

Para mim não é atrelado ao agronegócio. Por exemplo, se o agronegócio bombar e haver um aumento de exportações e etc o rendimento do fundo fica igual, aliás os rendimentos aqui são fixos, já predefinidos, é tipo uma Pré fixada com a garantia em uma fazenda no interior do país

1 Curtida

Fiagro não vai ter isenção… acho que já nasceu morto…

1 Curtida

Se tributarem os FIIs, será que não equaliza isso?

vira essa boca pra lá…

Ao meu ver, se não derrubarem os vetos, a chance de tributar fii aumenta muito.

kkk… é a última coisa que desejo.

Foi o que pensei.

2 Curtidas

Tenho cotas e estou participando da nova emissão.
Como já disse o colega acima, funciona como um prefixado de ~12%, com duração de 10 a 15 anos.
O risco é a inflação explodir, mas me gusta mesmo assim.
O pessoal que cuida do riscado veio do Itaú, salvo engano, e tem longa experiência na área.

O lance de não estar atrelado ao agronegócio é relativo.
Uma das estratégias que os caras pretendem usar é o “land equity”, que nada mais é do que ter ganho imobiliário no imóvel. É aí que a balança pode equilibrar, pois, num cenário inflacionário “quem tem terra não erra”. Um dos imóveis-alvo da nova emissão é nessa estratégia, que atualmente está zerada.

=> Último relatório:
LandEquity1

=> Imóvel-alvo no prospecto:
LandEquity2

=> Descrição da estratégia:
LandEquity3

2 Curtidas

Eu só fiquei na dúvida o seguinte…

Todo ano o proprietário da terra tem direto a uma recompra, certo?
Então todo ano ele teria que fazer uma nova alocação ou amortizar, ou não?

1 Curtida

Interessante esse Land Equity, eu tinha estudado o RZTR no IPO e não me interessou por os motivos que listei acima. Mas de qualquer jeito é apenas 5% da carteira. Se fosse maior poderia pensar em entrar no FII

Sim, perfeito.
Imagino que a intenção seja realocar constantemente.
E é aí que vamos realmente ver se os caras dão conta do recado.
Obviamente, o valor anual de todas as recompras somadas tem que dar pra comprar outro imóvel, senão vai haver um delay até o fundo ter de volta grana suficiente para uma nova compra.

1 Curtida

12%?

Há perspectiva para aumento comparando com os últimos rendimentos pagos?

Primeiras compras com a grana da nova emissão.
Um dos imóveis é o land equity citado anteriormente.

https://fnet.bmfbovespa.com.br/fnet/publico/exibirDocumento?id=175194