Analise Fundamentalista


#159

Opa Cadu, então a minha ideia é entender primeiro o cálculo. Parte desse cálculo eu entendi lendo os tópicos do fórum antigo.

O que estou tentando fazer agora é entender a constante. Como ela é calculada? Por exemplo, qual a amostra de empresas que você usou para que o valor da constante desse 6,25? Pegou somente empresas que compõem índice bovespa? Ou usou outra amostra, por exemplo, empresas com P/L > 0? Olhando as discussões daquele fórum antigo eu via que você e o domingos tinham base de empresas diferentes e os valores calculados dessa constante às vezes divergiam, o que é normal pois a base de empresas é diferente. Outros usuários chegaram a propor amostras com uma quantidade de empresas com base em P/L, movimentação financeira etc. Enfim quero entender o critério da amostra de empresas para montar a constante.

Daí como base nisso podemos tentar pensar na fórmula, pois o pessoal no final começou a questionar, inclusive o domingos se deveria considerar o ebitda ou não. Mas no mais gostei desse indicador ele parece assertivo em grande parte dos casos.

Por fim mais um cálculo, ITSA3, pegando os dados da fundamentus, usando uma constante de 6,25.
Preço PSBE - 7,79
VE PSBE - R$ 58.230.575.480

Nesse caso a ação está sobrevalorizada em quase 43% por esse indicador.


#160

O ideal seria fazer o cálculo da constante com base em todas as ações da bolsa. Porém devido ao imenso que isso traria, eu tenho feito somente levando em conta as ações do IBOV.

A noite vou checar este valor de ITSA. Porém cabe aqui uma ressalva quando for usar o fundamentos como fonte, em ações do setor financeiro. Isto porque ele captura valores de lucro ou receita (não lembro de cabeça agora qual deles) errado. Não tenho certeza se ele captura equivocado, pois é uma holding, mas ITUB certamente.


#161

Opa Cadu, obrigado pelo retorno e pelo esclarecimento sobre empresas do setor financeiro e o uso do PSBE. Estou baixando os dados das empresas do índice bovespa via aquele software da CVM o Empresas Net e depois vou tabular no excel. Daí vou montar o cálculo da constante e ver se consigo chegar no valor de 6,25.

Depois tenho interesse como mencionei em discutir as variáveis da mesma.


#162

To de olho em CAML3 também! Gostei do ROE, P/L e nivel de endividamento da empresa. Alguma novidade com relação a situação com a receita federal? Acreditam que com a cotação atual este risco já tenha sido mitigado?


#163

Eu acredito que sim. A não ser que surjam novos desmembramentos na operação. O que deve ter deixado o mercado com o pé atrás foi a divulgação da notícia do envolvimento da Mdia3 em uma operação da PF.


#164

Boa tarde pessoal!

@cadu e @rafael tenho estudado bastante a AF e depois de analisar alguns autores e alguns cursos “montei” meus critérios de análise de empresas!

Estou analisando o seguinte:

Filtro 01
ROE acima de 15%
DB/PL abaixo de 1
LC no mínimo 1
P/VPA máximo de 3
DY acima de 2
PL quanto menor, melhor dentro da realidade de cada setor

Filtro 02
ROE acima de 15% nos últimos 5 anos
LC acima de 1 nos últimos 5 anos
DB/PL abaixo de 1 nos últimos 5 anos
LPA positivo (e talvez crescente) nos últimos 5 anos
DY positivo nos últimos 5 anos
Crescimento do VPA nos últimos 5 anos
Crescimento da Margem Líquida nos últimos 5 anos

E aí pra começar a investir é um bom caminho dentro dos conceitos do Análise Fundamentalista?


#165

Quanto ao “PL quanto menor, melhor dentro da realidade de cada setor”, só cuidado com resultados inflados no lucro líquido decorrentes de eventos não recorrentes, que podem jogar falsamente o P/L para baixo.
Palpite de quem comeu mosca no início, na fase de aprendizado, nesse “detalhe”.
No mais, cada um tem seus critérios, mas achei bacana os seus. Na prática, vai ver que não é tão fácil atender a todos, mas vão te dar um norte legal na seleção de bons papeis.


#166

Fala @canuto!

Entendi a questão dos resultados inflados, tinha lido isso em no artigo 02 sobre AF daqui do fórum.
Acho que o caminho pra ficar atento a isso é ficar atento no dia dia das empresas.

Quanto a questão de na prática ser difícil atender todos os requisitos confesso que até agora apenas a GRND3 das que eu pesquisei atende, porém vou tentar fazer uso de alguma ferramenta de stock screener pra poder fazer esse filtro. Tinha no Google Finance mas tentei acessar e não achei


#167

É um bom filtro pra se fazer uma pré seleção de ações. Porém cabe lembrar que nossa plataforma da PenseRico já faz isso, e ainda classifica as ações, mostrando elas em ranking de atratividade.


#168

Pessoal, onde consigo identificar os dados ref. ao pagamento de dividendos de maneira compilada? Exemplo, valor/percentual a ser pago e data ex.


#169

Direto no site da bovespa. Selecione a empresa desejada, e vá em Eventos corporativos.

Exemplo: http://bvmf.bmfbovespa.com.br/cias-listadas/empresas-listadas/ResumoEventosCorporativos.aspx?codigoCvm=1384&tab=3&idioma=pt-br


#170

Valeu @cadu. Queria dar uma olhada na data dos pagamentos WIZ3 mas lá não consta ainda. Lembro que vi em algum lugar que seria dia 20/04 mas queria confirmar :frowning:


#171

Olá @cadu tudo bem? Estava olhando empresas com indicadores interessantes e me chamou atenção PTNT4. Você já chegou a analisar os fundamentos desta empresa? É uma smallcap, baixa liquidez, mas os fundamentos dela me chamaram muito atenção. Pensando em ter 3% a 5% da carteira nela. O que acha?


#172

Já lembro de ter dado uma olhada nela há um tempo atrás. A PN tem tag along, isso já é um bom pto.
Sei que o setor que ela atua é muito volátil. Mas depois vou analisar melhor.

EDIT - tive de deixar isso aqui registrado. Este é um dos problemas de se analisar small caps sem governança. No site deles, a última informação sobre os balanços é de 2014…


#173

Bah, se você pudesse dar uma analisada agradeceria. Sua visão é sempre bastante sensata.


#174

Acabei de ver seu edit…rsrsrs…já me faz gostar menos do ativo kkkk


#175

Mas realmente os números dela são atrativos. Ela tem a peculiaridade, que uma minoria de ações tem, de apresentar seu balanço anual no 2T. Isso acaba bagunçando os dados da nossa plataforma, já até avisei o pessoal p/ ajustarem isso nela.

Olhando o último balanço trimestral, do 4T, o LL sofreu uma boa redução, de 1.4M p/ 1.0M. Isso se deu por conta de uma queda na receita líquida, ao passo que os custos se mantiveram estáveis.

A empresa tem uma produção têxtil em El Salvador voltada p/ o mercado nos EUA. Com o aumento do cambio ela tende a se beneficiar novamente deste efeito.

A empresa tem se esforçado p/ diminuir as despesas financeiras, e neste ritmo daqui a alguns anos pode elevar seu payout e se tornar uma boa pagadora de dividendos.

Empresa PTNT4
Cotação atual 3,20
Preço alvo pelo PSBe esta em 14,75 com potencial de crescimento de 361%.
Pelo FCD, utilizando uma taxa de crescimento de 8% ano, p/ os próximos 5 anos, com 10% de taxa de desconto, chego a um valor de 9,08.
Na cotação atual, e considerando uma perpetuidade de 0, o mercado esta precificando pelo FCD um crescimento anual de -10% p/ os próximos 5 anos.

É uma small cap sem governança, com baixíssima liquidez, e inserida em um setor volátil. Porém tem tag along, está muito descontada com base em valor. Não vejo um grande potencial de crescimento nela, mas tem potencial de se tornar uma boa pagadora de dividendos.Vale a pena ficar de olho sim.


#176

Ola Cadu oque você acha dessa empresas AALR3 Prestação de Serviços de Medicina Diagnóstica, tem algum futuro?


#177

Fala, Cadu.

Mais uma pergunta sobre sua estratégia.

Pelo que entendi vc não faz o Buy and Hold no estilo Bastter, certo? Ou tem alguma ação que vc tem há muito tempo, e espera ficar com ela 'para sempre".

Eu vejo com alguma dificuldade esse negocio de comprar e aportar para ficar muito tempo. Ate acho que é uma boa para quem é jovem, 20/25, quem sabe 30 anos. Na minha idade, 45, já que não fiz a tal carteira nos moldes do Bastter até hoje, melhor seria mesmo tentar os trades de valor|que é o que sempre fiz, e talvez o certo seria ter feito tambem o B&H das gigantes, sempre olhando os resultados e tal)…que pensa? Digo Trade de Valor que pode durar talvez alguns anos, porque não.

Ações para vida toda até temos, penso em ITUB, ITSA,(Itub para mim a melhor ação do Brasil), tivesse comprado um pouco para meu filho quando nasceu e hoje que tem 22 anos estaria rico…rsrsrs… Temos ABEV, creio que GRND, , sei la…talvez mais algumas,daquele tipo para a vida toda, o próprio BBDC, UGPA, e talvez fique por ai. Depois temos mais umas 10/15 ótimas empresas, talvez 20, mas que não sabemos que serão otimas empresas daqui 5/10/20 anos(exemplo EZTC).

Nesse quesito fundamentalista, penso que o B&H se confunde um pouco com o trade de valor, até porque essas ações das ótimas empresas sempre estão caras. Feliz daquele que se aproveitou de ITUB em 2009, ou até mesmo em 2015/2016…ai sim acho que seria momento para ter comprado e ficar " a vida toda", fazendo um aporte aqui outro ali quando cai um pouco…

Ou seja, para a vida toda, só se achar mesmo uma otima empresa(dessas gigantésimas) num ótimo preço, ou seja, pós-crise, caso contrário, talvez seja melhor investir em oportunidades por um certo tempo, como MPLU, ABCB, EZTC, talvez WIZS, PRIO, ALUP…

Qual sua opinião disso tudo?


Avisos de Compra e Venda & Debate Sobre Carteiras
#178

Este buy and forget que o Bastter faz vai contra tudo que acredito em AF. Ao meu ver se vc compra uma ação já com a mentalidade de nunca vender, já está fazendo tudo errado.

Dito isso, eu já fiquei com diversas ações por muitos anos. EZTC3 por exemplo, fiquei uns 5 anos sem vender nem uma única ação, e olha que a ação subiu uns 1.000% (mas o preço estava muito descontado, e além disso, a ação gerava valor a uma velocidade superior a valorização da cotação). Tanto que as ações de EZTC que comprei no auge da crise de 2007/08, só fui vender acima dos 30,00, que eram meu preço alvo com base em AF na época. Outro exemplo é GRND3 que já estou na carteira há uns 7/8 anos. O que costumo fazer muito é diminuir ou aumentar a posição em um ativo, conforme oportunidades de curto prazo forem surgindo.

Acredito que a mentalidade quando se compra uma ação com base em AF é vc ter um preço alvo, com base nos fundamentos, e ter em mente que o foco é de longo prazo. Além disso, o preço alvo muda todo trimestre, conforme os números da empresa forem mudando. Então é importante acompanhar isso. Mas se vc comprou uma ação, e o preço alvo dela chegou em poucos meses, seja pq a cotação tenha disparado, ou pq os fundamentos pioraram muito, o melhor é vender e partir p/ outra.