ECOR3 - Ecorodovias


#1

#2

#3

#4

Bom trimestre, bom ano. Empresa reverteu prejuizo anual. Não sei se há algo de não-recorrente, porém, se não houver, temos ai uma empresa para ficar de olho. Papel apanhou muito recentemente, vale acompanhar.


#5

#6

Segundo esta matéria, o presidente disse ontem na teleconferência que uma auditoria interna concluiu que não houve participação no esquema…


#7

#8

COMUNICADO AO MERCADO

São Paulo, 02 de abril de 2018 - A ECORODOVIAS INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA S.A. (“Companhia” ou “EcoRodovias”), faz referência à matéria publicada no blog do jornalista Fausto Macedo indicada abaixo e replicada de forma resumida nesta data por outros veículos de mídia digital, entre eles Bloomberg, esclarece que:

I. O blog jornalístico noticiou terem as subsidiárias do Paraná Ecovia Caminho do Mar e Rodovias das Cataratas S.A. - Ecocataratas contratado, entre 2009 e 2010, a empresa de assessoria de engenharia Astenge Assessoria Técnica e Engenharia Ltda., na qual consta como sócio Julio Cesar Astolphi, ex-engenheiro do DER-SP;

II. As subsidiárias do Paraná Ecovia Caminho do Mar e Rodovias das Cataratas S.A. - Ecocataratas, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo e o Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo já se manifestaram na própria matéria sobre o teor da notícia;

III. A Ecovia Caminho do Mar contratou a referida empresa para realização de estudos técnicos de engenharia, melhoria e otimização da infraestrutura existente na BR-277, no Paraná, com o objetivo de identificar oportunidades de integração entre a rodovia BR-277 e os portos de Paranaguá e Pontal (integração entre os modais rodoviário e portuário). A Rodovias das Cataratas S.A. - Ecocataratas contratou a referida empresa para elaborar estudo técnico sobre enquadramento territorial e socioambiental para projeto de duplicação da BR-277, no Paraná; e

IV. A Companhia remeterá aos seus órgãos de auditoria, controle e governança já instituídos para apuração.

Página do blog jornalístico: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/planilhas-da-lava-jato-apontam-r-32-mi-de-concessionarias-de-rodovias-a-ex-assessor-do-der-sp/

A Companhia ratifica seu compromisso com as suas obrigações, como companhia aberta listada no Novo Mercado da B3, sendo que toda e qualquer informação relevante será divulgada em conformidade com a legislação pertinente e em vigor.


#9

Caro Cadu

Parabens pela qualidade das informacoes disponibilizadas. Gostaria de saber se existe algum roteiro disponivel, mostrando como calcular o preço alvo usando o FCD e o PSBe . Muito obrigado


#10

Na próxima versão da plataforma iremos incorporar estes dois indicadores.
Por enquanto pode usar o FCD aqui: https://www.calkoo.com/en/dcf-model
No caso do PSBe, tem de montar em uma planilha de excel a formula.


#11

Excelente resultado.


#12

Excelente mesmo. Essa eu perdi o preço. Até fiquei de olho na CCRO, mas acho a ECOR mais interessante.


#13

Além da possibilidade da Ecorodovias estar envolvida na lava-jato, há algo de errado?
Pois na minha opinião está bastante barata perto do potencial de lucro anual dela. Alguem vendo algo de errado nela?

abraço


#14

Só vejo este risco mesmo. Cabe ressaltar dois ptos. Um que até agora esta denúncia de irregularidade se restringe a uma subsidiária, e não a empresa em si. E outra é que esta greve dos caminhoneiros bloqueando as estradas devem gerar um impacto na receita da empresa. Mas isso vai se extender a praticamente todas as empresas da bolsa.


#15

Ou seja, oportunidade de compra… Certo?


#16

Está sim, fechou bem no suporte dos 8,00. Só não pode perder este, senão deve ir lá nos 7,50.


#17

Minha ultima compra foi exatamente nos 8,00, agora de 0,50 em 0,50 abaixo vou comprando


#18

Achei que não chegaria tão rápido nos 7,50, mas enfim, mais umas ações pra conta


#19

Nas rodovias, perdas de R$ 700 milhões com liberação do eixo suspenso Por Fernanda Pires e Rodrigo Rocha | Valor SÃO PAULO - A suspensão da cobrança do eixo suspenso nas rodovias de São Paulo levará a uma perda de R$ 684 milhões por ano às concessionárias paulistas, conforme adiantou o Valor PRO, serviço de informação em tempo real do Valor na se

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/empresas/5554101/nas-rodovias-perdas-de-r-700-milhoes-com-liberacao-do-eixo-suspenso ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor ([email protected]). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.