RECT11

Pessoal, estava avaliando o RECT11 para ver se compro algumas cotas antes da quarta emissão.
Decidi que agora ainda não é o momento por 5 motivos principais:

  • Quase todos os imóveis do FII não são inteiramente do FII, ele sempre compra alguns andares, ou seja, retrofit (que sempre é bom fazer em algum tempo) fica mais complicado.
  • Uma quantidade boa dos imóveis possui um inquilino, ou seja, a vacância é binária.
  • FII muito novo. Não tem nem 1 ano.
  • Emissões frequentes e não é a hora de fazer emissão de novas cotas. Estamos numa crise.
  • A Vivo é um dos inquilinos no RJ e todos sabemos que está mal financeiramente sendo que seu contrato vence em 2021 e provavelmente não vai renovar.

Tudo isso eu encontrei no relatório gerencial e fato relevante.
Achei também um canal chamado Investindo_FII no youtube que comenta o RECT11.


O canal só fala de FIIs. É um canal novo, tem poucos videos mas gostei.
TB tem essa live com o gestor do canal da Fiikipedia

Alguém tem um opnião ai?

1 Curtida

É um fundo que gosta de movimentos mais arriscados, mas quem achar que o risco esta embutido no preço pode ser válido. Sobre a nova emissão a Gestão assumiu o risco, não é o melhor momento e qualquer oscilação significativa o valor da cota vai abaixo do valor da subscrição, mas se der certo o fundo poderá fazer boas compras.
Acredito que seja mais uma opção de quem quer diversificar o portfólio em um fundo que não seja tão conservador.

1 Curtida

Concordo totalmente com o @nos . A gestão é a mesma do ubsr, eles fazem um controle de risco na seguinte ideia (porque uma empresa pagaria uma fortuna na faria lima, se tem prédio melhor em Santos pela metade do aluguel ?) tem empresa que topa ir pra Santos. Sobre a subscrição, se der certo… imagine as oportunidades pra quem tem caixa ?! … gosto muito dele mas no setor só tenho ele é hgre

1 Curtida

Iniciei posição pequena ontem, e estou querendo aumentar, a maior preocupação fica com o imovel da vivo, que está com um aluguel alto.

Alguém conhece o imóvel, a localização é boa? Acha que é provavel a renovação da vivo, mesmo com um aluguel bem mais baixo, ou existe uma possibilidade alta do imovel ficar vago? @cadu

1 Curtida

Dei uma boa estudada no rect, o imóvel da vivo foi feito com vários requisitos da mesma, por isso o m2 ficou tão alto no aluguel, o imóvel é importante pra vivo. Vi o gestor falando que acreditava na renovação porém com um valor abaixo do atual (impactando a distribuição entre 0,10 e 0,20). O grande detalhe do fundo e que ele fez compras alavancadas (pagou metade da compra em Barueri e a outra metade ele fez um cri com os aluguéis, se der certo fica perfeito pros cotistas), outro detalhe é que ele busca sair do foco de sp (maioria dos fiis só compram em regiões grandes de sp) o fi tem prédio em Brasília, Curitiba, Barueri… ele aposta em melhores prédios que são em locais não tão caros para poder ter um aluguel melhor (pq pagar 50 o m2 do aluguel em área nobre de sp se posso pegar um imóvel melhor com o aluguel na metade em Barueri ?)

2 Curtidas

Simples… porque é fora de mão e um trânsito “du c…” pra chegar.

Se você mora em Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba e adjacências, ou, tá na boca da Castelo, ok… caso contrário, tá fu…

3 Curtidas

Bom argumento, não pensava neste problema hauhauhau

1 Curtida

O imóvel/ativo Parque Cidade é localizado em uma aérea nobríssima da capital federal, poucos passos de dois Shoppings, alguns metros do parque da cidade, ao lado do setor hoteleiro Sul e minutos da Esplanada dos Ministérios.

Ativo: Parque Cidade
Localização: Brasília
Valor Aquisição: R$ 67.321.311
R$/m² Aquisição: R$ 12.721 (O m² mais caro pago pelo fundo).

Detalhe de um dos locatários do imóvel
Locatário: Ministério Cidadania
Término do Contrato: Típico até março de 2021

1 Curtida

O argumento que ele disse foi sobre o imóvel de Barueri

Sim. Apenas estou pontuando que " busca sair do foco de SP", “em locais não tão caros” nesse caso do ativo em BSB fugiu pouco do argumento.

Vale lembrar, também, que o Governo Federal vem propondo reduções de custos. Confesso que não sei informar se houve renovação proposta do aluguel nem mesmo qual o percentual do imóvel é destinado ao MCIDADANIA.

Sabemos que os gestores terão que provar habilidades aos cotistas nos próximos meses.

1 Curtida

Gostei desse imóvel de Brasília e do de Curitiba tbm, não acho que seja fácil mudar um ministério de canto… acho que teremos tranquilidade lá

1 Curtida