ROMI3 - Indústrias Romi


#1

Resultado do 4º Trimestre de 2017

A companhia anunciou lucro líquido de R$ 14,8M no 4° trimestre de 2017, uma variação de 63,1% em relação ao 3T17, revertendo o prejuízo de R$ 20,2M anunciados no quarto trimestre de 2016. A receita líquida atingiu R$ 119,5M no 4T17, aumento de 0,3% em relação ao terceiro trimestre de 2017 e decréscimo de 22,2% em relação ao 4° trimestre de 2016.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 29,5% contra 28,9% no trimestre anterior e 16,2% no 4T16. Já a margem líquida ficou em 7,6% no 4T17 contra 5,4% no 3T17.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 1,1B, redução de 0,8% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 643,5M no 4° trimestre de 2017, o que representou uma variação de 7,0% em relação ao saldo no 4° trimestre de 2016.

Ao longo do trimestre, a ação oscilou 35,6% contra 2,8% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado atingiu R$ 484,0M contra R$ 158,8M no 4° trimestre de 2016.

Fonte: http://www.guiainvest.com.br/resultado-trimestral/default.aspx?sigla=romi3

Com isso a empresa voltou a dar lucro em 2017. Já tive em carteira no passado e vou voltar a acompanhar.


#2

@cadu, quando tiver um tempinho gostaria da sua opinião sobre a perspectiva sobre a Romi3.


#3

Não acompanho a empresa, mas dando uma olhada rápida nos números, achei que já está bem precificada aos preços atuais. A não ser que as perspectivas de crescimento da empresa nos próximos anos seja muito elevada.

Cotação atual 10,30
Preço alvo pelo PSBe esta em 13,66 com potencial de crescimento de 33%.
Pelo FCD, utilizando uma taxa de crescimento de 10% ano, p/ os próximos 5 anos, com 10% de taxa de desconto, chego a um valor de 11,83.
Na cotação atual, e considerando uma perpetuidade de 0, o mercado esta precificando pelo FCD um crescimento anual de 13% p/ os próximos 5 anos.


#4

Mais uma vez, valeu, meu caro.


#5

Resultado do 1º Trimestre de 2018 veio modesto (eu esperava mais).

A empresa registrou lucro líquido de R$ 1,8M no primeiro trimestre de 2018, uma variação de -87,6% em relação ao 4T17 e redução de 11,0% em relação ao primeiro trimestre de 2017. A receita líquida somou R$ 132,6M no 1T18, uma variação de -31,8% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e redução de 9,5% em relação ao primeiro trimestre de 2017.

A margem bruta atingiu 26,2% neste trimestre contra 29,5% no trimestre anterior e 24,7% no 1° trimestre de 2017. Já a margem líquida ficou em 1,4% no primeiro trimestre de 2018 contra 7,6% no trimestre ligeiramente anterior.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 1,1B, crescimento de 1,8% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido alcançou a soma de R$ 648,3M no 1T18, valor 7,7% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

Neste período, a ação oscilou 29,1% contra 11,7% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado atingiu R$ 621,7M contra R$ 235,5M no 1° trimestre de 2017.

Fonte http://www.guiainvest.com.br/resultado-trimestral/default.aspx?sigla=romi3


#6

Resultado do 2º Trimestre de 2018 (Parece ótimo, mas só que não. Tem um não recorrente de 40,1M inflando o lucro líquido).

A empresa divulgou lucro líquido de R$ 45,4M no 2T18, crescimento de 2.423,7% em relação ao primeiro trimestre de 2018 e aumento de 281,0% em relação ao segundo trimestre de 2017. A receita líquida atingiu R$ 125,3M neste trimestre, crescimento de 25,2% em relação ao 1T18 e redução de 23,5% em relação ao segundo trimestre de 2017.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 26,4% contra 26,2% no 1° trimestre de 2018 e 28,9% no mesmo período do ano passado. Já a margem líquida ficou em 28,7% no 2° trimestre de 2018 contra 1,4% no trimestre ligeiramente anterior.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 1,2B, acréscimo de 7,7% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 678,2M no 2° trimestre de 2018, o que representou uma variação de 8,8% em relação ao saldo no 2° trimestre de 2017.

Fonte: http://www.guiainvest.com.br/resultado-trimestral/default.aspx?sigla=romi3


#7

Alguém posicionado?


#8

Tenho uma pequena posição. Empresa voltou a dar lucro em 2017, mas os resultados do 1T e 2T de 2018 foram modestos (não me agradou), lembrando que o lucro líquido do 2T 2018 está inflado em 40,1 milhões por conta de um não recorrente. Sigo posicionado, mas acompanhando os próximos resultados para ver se mantenho em carteira.