Análise Técnica


#1

IBOV segue em uma forte tendencia de alta.


FIBR3 - Fibria Celulose
#2

Novo artigo sobre o assunto no blog:

http://penserico.com/blog/aliando-analise-tecnica-com-fundamentalista/


#3

O interessante deste modelo é que ele é um “intermediário” entre o sócio e o trader. Quem souber utiliza-lo corretamente poderá ter maiores retorno. Muito bom!


#4

Dolar entrou em viés de alta nesta semana!


#5

IFIX segue em tendência de alta, mas depois de meses está testando a resistência da inversão de viés.


#6

Imagem gráfica bacana, onde coloquei no período de 1 ano, os gráficos do IFIX e dos juros (DIF19).
Parecem espelhos um do outro.


#7

Hoje o IBOV entrou em viés de baixa, depois de pouco mais de 9 meses em tendência de alta.
Este é um bom momento p/ fazer caixa, pois novas promoções podem surgir ano que vem.


#8

Ao passo que o IBOV entrou em viés de baixa na semana passada, o IFIX, indice dos Fundos Imobiliários, continua em viés de alta.


#9

Não é comum de acontecer neste setup mais lento que uso, mas o IBOV já inverteu sinal novamente, voltando ao viés de alta!


#10

Tendencia segue de alta, testando agora a resistência anterior. Se fosse p/ chutar, diria que não passa por esta resistência no CP. Deve recuar primeiro. E dependendo de até onde cair, pode dar um bom pto p/ nova entrada. Vamos acompanhando.


#11

A resistência que tinha traçado no gráfico anterior, no 64.690, foi rompida, mas logo voltou abaixo dela, mostrando que realmente não teve p/ romper, pelo menos não de primeira. IBOV segue em viés de alta por enquanto.


#12

Analisando o gráfico mensal do Ibov em R$, e colocando o inicio do movimento atual em 37.000 ptos, temos a Onda 1 terminando em junho com 53.000 ptos o que gera a previsão final do movimento em 95.000.
Utilizando uma regra que coloca o final da onda 1 em 1/3 do movimento a expectativa é que o movimento termine em 91.000, ou seja bem próximo da primeira estimativa.
Gosto de fazer a analise de mais de uma forma, pois todas acabam funcionando para mim que utilizo as informações para fazer trade. Faço isto porque sei que qualquer traçado vai bater com de outros operadores, então não adianta ignorar o que se esta vendo.
Faço sempre 3 traçados:
-Utilizando as sombras dos candles
-Utilizando apenas os preços de fechamento
-Convertendo o gráfico para dólar
Aqui vou fazer apenas com as sombras e no gráfico mensal.
Cenário 1 .
O que eu vejo no gráfico, não é nada bom, ocorre que aparentemente estamos em uma onda 4, e o objetivo da onda 3 estava em torno de 77.100 ptos. Ocorre que se fato estamos em uma onda 4, a onda 3 foi menor que a 1, e para que isto seja possível a onda 5 teria que ser a menor delas. No caso eu projetaria 0,618 da onda 1.
Ocorre que se estamos na onda 4, a formação que vemos é uma Plana (vou considerar plana standard), porque a onda B superou a onda 5 (movimento chamado de onda dos tolos) mas muito pouco, e o movimento esperado é que ela vá até o nível da onda A, fazendo uma projeção de 1, a onda C que seria onde estamos tem como objetivo 56.800 ptos, e como a onda 5 só pode subir até 0,618 da onda 1, ela terminaria no ponto exato do máximo mais próxima que esta em 66.370, formando um topo duplo, e vindo novamente buscar uma correção até pelo menos o fundo da onda 4 que precedeu o movimento ou seja novamente nos 56.800 ptos. Neste caso iremos amargar pelo menos uma lateralizarão bem longa.
Tudo o que foi falado até aqui, simplesmente é porque a onda 3 não pode ser a menor delas, e quem segue Elliott, vive de indícios, então até que algo novo ocorra, este continua sendo um cenário valido.
Cenário 2
Por outro lado se entendermos que estamos apenas dando um respiro na tendência o que ocorre normalmente nos 100%,que no nosso caso esta em 65.900 ptos, tudo muda de figura, pois estaríamos na verdade dentro de uma onda 3 no mensal que esta se expandindo, ou seja estamos na onda 3.3. Uso esta marcação para simplificar os alvos. Com a onda 3 do mensal se expandido, teríamos dois objetivos, a onda 3.3 até 85.000 e o final do movimento até 102.000 e depois uma correção até próximo dos 80.000 ptos. O curioso desta marcação é que 100% da onda 3.3 esta exatamente no topo histórico na faixa de 74.200 pontos onde devemos ter uma resistência muito acirrada.
Ocorre que ainda temos que terminar a correção e o final projetado esta em 63.550 ptos.
Como você colocou um gráfico, fico mais tranquilo em falar de figuras. Pois pode ocorrer desta correção ser realmente uma plana e a onda 3 não romper a onda A formando um retângulo que rompido projeta o alvo em 74.800 pontos. Já a projeção do mastro desta bandeira formada seria em 85.100. Exatamente o alvo que temos para a nossa onda 3.3. Este cenário implica uma correção ate a casa dos 56.900 ptos, o que não invalidaria nada neste estudo, embora eu acho pouco provável.
Espero não ter sido muito confuso, mas para finalizar tenho mais duas colocações:

  • trabalhando com o gráfico de linha, e neste caso com o preço de fechamento, o cenário 2 fica muito mais evidente. Em dólar também o cenário é bem visível e tem como alvo 31.100 pts, região que serviu de suporte e resistência entre 2010 e 2013.
  • umas das técnicas utilizadas para localizar uma onda 1, é quando uma linha de tendência de longo prazo é rompida e depois temos um pullback em cima da mesma. Assim temos a onda 1 e a 2 formadas, e o inicio da 3. Quando a onda 3 atinge 1,618 da onda 1, temos praticamente a certeza de que de fato mudamos a tendência. Ocorre que no caso especifico do ibov a onda 1 tocou na ltb e recuou, fazendo a onda 2 debaixo desta linha. Isto é considerado por muitos como um falso rompimento. Se de fato este rompimento for falso, então a perna que esta se formando neste momento poderia vir a tocar novamente a ltb. O que reforça este fato, é que em uma correção plana corrida, a onda C tem 1,618 da onda A, o que traria o ibov neste momento para 52.400 ptos, que é bem próximo do meio do caminho da Media de 200 e do fechamento do índice. Ocorre que se tal fato vier a ocorrer a onda 1 será rompida pela quatro e então toda a esperança de tendência de alta irá se desfazer e o ibov retornara para o canal de baixa
    Com relação ao uso efetivo das ondas, uma forma que eu considero bastante simples para treinar, é durante o pregão acompanhar um ativo no gráfico de 5 minutos e ir fazendo a marcação básica das ondas através de fibo. Só é necessário escolher um ativo com muita liquidez, porque como as ondas exprimem o sentimento das massas, só dão certo em ativos muito líquidos.

#13

Excelente analise @wdgi
Tomei a liberdade de mover o post para este tópico, pois assim podemos discutir melhor sobre o assunto, saindo do foco sobre FIBR3.


#14

Eu estou achando que a não que surja um novo fator que possa impulsionar o mercado, como a aprovação de novas reformas fiscais, o Ibov tende ao cenário 1 que vc traçou. Tanto que diminui a posição em ações, e aumentei em Fiis.


Mercado e Projeções
#15

Oi Cadu, obrigado, mas como eu falei antes analise de índice não é o meu forte. Concordo com voce que somente um fato relevante pode fazer o indice andar, por outro lado tem muitos ativos não tão relacionados ao indice que estão dando boas entradas. Com relação ao cenário, nas minhas analises, os principais ativos ainda estão com folego para subir, o unico que parece estar mudando de direção é a Vale5. mesmo com a alta de hoje, acredito que ela pode fazer uma forte correção nos próximos dias ou semanas.


#16

Gráfico do IFIX x DI, olhem que lindo espelho. Lembrando que a tendencia ainda é de queda na taxa de juros.


#17

Voltando a falar da resistência em torno dos 64.700 do IBOV, que postei aqui há alguns meses atrás. Ele conseguiu romper uma vez em janeiro, mas logo voltou abaixo, e no final de fevereiro conseguiu romper novamente, mas está voltando outra vez a ela. Mas acredito que agora esteja trabalhando mais como suporte.

De qualquer forma, IBOV segue em viés de alta.


#18

IBOV está prestes a entrar em viés de baixa pelo meu setup.


#19

E o IBOV segue naquele enrosco dos 64.700. Ainda não entrou em viés de baixa, mas está muito próximo disso.


#20

Como eu já vinha projetando há algumas semanas, o IBOV entrou em viés de baixa ontem, dia 18/04.

No gráfico semanal, segue me viés de alta. Quando fechar a semana posto um gráfico deste outro setup semanal.