Análise Técnica

Ibov 23/05/2024
Na verdade não tenho atualizado o estudo do índice, porque não temos tido muitas novidades, e por enquanto esta tudo dentro da movimentação normal esperada. Hoje entretanto tivemos algo importante e acho que é necessário comentar.
Vou falar do gráfico semanal, então ainda temos amanhã antes de encerrarmos a semana.
Com relação a correção que estamos vendo, esta de certa forma dentro da normalidade, porque em momentos de queda muito forte temos frequentemente buscado a correção de 76,4%, e é o que esta acontecendo neste momento, quando olhamos o movimento como um possível inicio de impulso e podemos observar no gráfico que paramos também na linha central do canal de baixa, ou seja, dois pontos de suporte para os preços. Estamos perdendo a mma34, mas a semana não acabou e se amanhã tivermos um dia positivo podemos voltar a fechar acima dela.
O que falei acima é uma visão otimista, onde já terminamos a correção abc que compõe a onda 2 que nos encontramos neste momento e teríamos dado inicio a uma onda 5. Da mesma forma que em correções mais agudas vamos buscar os 76,4% em mercados fortes tem sido comum pararmos em 26,4% e é o que estamos considerando para o cenário otimista, e esta região resistiu “bravamente” por 9 semanas. Não vou postar este gráfico porque já coloquei aqui varias vezes.
Se a gente for olhar de uma forma mais padronizada, em se tratando de uma onda 2 o normal seria irmos buscar primeiramente a correção de 38,2% em 120.200 pts e em casos mais extremos a correção de 61,8% em 113.400 pts. Claro que tem ainda a de 76,4% lá em 106.000 pts, mas não precisamos ser tão pessimistas, pelo menos por enquanto.
O fato que ocorreu hoje que esta preocupando é que por enquanto estamos fechando a semana perdendo a região de 26,4% e pior do que isto fechando abaixo da mma34. Desde que voltamos para cima desta media em maio de 2023, nunca fechamos uma semana abaixo dela, testamos 3 vezes, uma logo após o rompimento na queda do final do ano passado e mais recentemente a algumas semanas atrás, o que até gerou uma maior confiança em um cenário mais positivo. Ocorre que agora este movimento esta preocupando.
Se fecharmos a semana abaixo da mma34, a situação pode se complicar bastante e neste caso a marcação da correção abc poderia até ser mudada como estou mostrando no gráfico, para isto claro teríamos que perder o fundo em 123.396 pts. Neste caso teríamos que projetar a onda 2 terminando em 119.000 pts, mas tendo os 120.200 pts acima deste ponto onde temos aquele famoso ponto de retorno (front running) que é a antecipação do final do movimento. Lembram daquele caso onde a bolsa deveria ir até os 93.000 pts, mas parou em 95.000 pts, e que gerou muitos comentários, pois é, foi o que ocorreu.

Então amanhã pode ser um dia decisivo para o índice, porque se não tivermos um dia positivo e fecharmos acima da mma34, abrimos as “portas” para que os demais objetivos de correção sejam atingidos. Mais uma vez eu insisto em dizer que é um momento para termos muita prudência. Sei que tem muita gente comprando acreditando que os preços estão baixos, podem até estar certos e ganharem um bom lucro, mas a situação “inspira cuidados”. A possibilidade aventada ontem de que os juros americanos em situações extremas podem até voltar a subir, deixou a nossa bolsa em uma situação bem delicada.

13 curtidas

Ainda dá tempo “sell in May and go away” … mais um pouquinho

2 curtidas

Ibov 24/05/2023
Pois é, o dia foi levemente negativo e com isto confirmamos a perda da mma34 no semanal, com um candle de força, mas que não foi confirmado pelo volume. Tivemos um volume bem dentro da media enquanto os preços se deslocaram quase 50,0% da media. Se considerarmos que o volume é o esforço e a movimentação de preços o resultado, temos até uma certa incoerência neste movimento. O que sempre esperamos é que o volume confirme o preço, e ai sim temos uma maior possibilidade de acertar a direção do movimento. Claro que quando o volume é excessivamente alto, podemos de fato ter um padrão de exaustão. Em geral nestas situações precisamos de um segundo candle para melhorar a interpretação do movimento.
Para mim é muito importante definir o que esperar do próximo movimento, pois é um dos elementos, que utilizo para o posicionamento da estratégia para os próximos dias. A abertura do índice é a parte mais importante para o posicionamento do daytrade, mas para operações de posição a direção esperada é com certeza a mais importante.
Revendo o estudo que postei em 23/02/2023, e que vem servindo de referencia desde então, a movimentação esta dentro do esperado, mas a perda da mma34 e também de certas regiões de canal, acendeu com certeza um alerta. Inicialmente o movimento classificado como ABC, poderia ter se encerrado em 123.215 pts e como ibov foi até 123.396 pts, encerramos a marcação de forma provisória e agora podemos continuar a correção, mudando a classificação das ondas.
Ocorre que uma onda corretiva se forma em três movimentos logo a classificação inicial ABC, pode ser marcada apenas como a onda “A” (fractal), caso a correção continue. Abaixo um modelo simplificado do processo de marcação.

Estamos praticamente perdendo o fundo que deu inicio ao movimento que começamos a visualizar como um impulso, e se este fundo for perdido, voltamos então a classificar o movimento agora como uma onda “c”.
Já temos a posição dada pelos estudos das ondas e das possibilidades que se apresentam até mesmo de ver a continuidade da correção como a onda “b” em formação. São varias possibilidades que se apresentam, e todas atendem aos padrões das ondas.
Com o movimento que vimos esta semana, observando apenas o comportamento dos preços, a sequencia esperada do movimento seria a continuidade da correção ainda mais porque no gráfico mensal este movimento corretivo não testou nenhuma media.
Se o movimento principal indica a continuidade da correção, isto não significa necessariamente que ela vá ocorrer de forma continua, então antes de tomar uma decisão sobre o que esperar, precisamos dar uma olhada nos indicadores técnicos e no gráfico sem utilizar as ondas, para ver se existe algo que estamos deixando passar.
Quando utilizamos as medias como referencia utilizamos as Bandas de Bollinger com o mesmo período que estamos avaliando. A media mais utilizada com certeza é a mma21, logo não faz sentido olhar para os indicadores e não colocar a Banda para ela. Ocorre que ao longo dos anos, testando varias medias e com diferentes objetivos, passeia utilizar a media de 34 períodos como referência principal, e assim tenho que utilizar as bandas dela. Colocar duas Bandas no gráfico é um processo que normalmente utilizo, mas sempre com a mesma media e desvios diferentes. Neste estudo, estou fazendo de outra forma. Plotei ambas as medias e as respectivas Bandas no gráfico e vejam que interessante. Em primeiro lugar ficou uma zona, meio confuso. Temos a banda de 34 esta em azul e a de 21 em vermelho com preenchimento amarelo, e isto mostrou uma visão diferente sobre os pontos em que geralmente temos a inversão dos movimentos.

O que vemos é que a media mais respeitada e mma34, mas a banda , BBA(21,2), e que tem sido a mais efetiva. Muitas vezes o teste da mma34 ocorre no teste da linha inferior da BBA(21,2), e neste momento estamos exatamente em cima da banda e rompendo a mma34, o que pode sugerir até uma tentativa de recuperação do mercado, mesmo que não dure toda a semana. O ponto chave é não perder o fundo. Eu sinceramente não tinha percebido este detalhe, e pretendo explorar mais este tipo de comportamento.
Tentei encontrar um outro momento que tivemos a mesma situação nos últimos 3 anos e não encontrei. Não me refiro ao teste, porque de fato eles ocorreram inúmeras vezes, e sim a natureza do candle que estamos vendo. Na verdade tivemos um movimento bastante semelhante a algumas semanas atrás, que ocorreu no teste do ultimo fundo. A diferença é que naquele momento os preços se recuperaram e acabamos tendo um candle que apesar de vermelho dever ser classificado como positivo especialmente se fizermos um “blended” candle com o movimento que tivemos na semana seguinte. Nesta semana o candle foi bem “feio”, mas ainda podemos fazer um candle de recuperação e retomarmos o impulso.
Não foi um candle muito grande, se desconsiderarmos a media, mas para um período mais curto ele foi significativo, assim o que podemos fazer é traçar um ponto em 50,0% deste candle e observar se ele vai ser atingido e o que vai acontecer depois. Se tocar nesta região e romper, estaremos diante de uma recuperação, mas se tocar e fechar abaixo, a correção pode continuar a ganhar força. Claro que tudo isto só faz sentido se ele não romper o fundo, porque ai a situação é outra e lá foi a nossa chance de um impulso.
Se por um lado temos vários elementos apontando para a continuidade da correção, o sinal que vem do teste da banda no gráfico semanal, indica pelo menos que o movimento pode ser interrompido mesmo que isto só ocorra no gráfico diário, então o ponto a ser observado é o retorno até 126.500 pts, que aliás é uma região bem forte que já foi testada por 13 semanas em 2024.
Vamos ver, ainda mais porque temos um feriado na quinta, ou seja, semana de 3 dias.
Os candles
Falando um pouco de “abobrinha”, tenho uma relação estranha com os candles. Quando comecei a enveredar pelo mundo da AT, os candles eram considerados muito importantes. Na verdade cheguei até a desenvolver um sistema automático que fizesse a identificação dos padrões. Aos poucos, comecei a perceber que era desnecessário entender os padrões e sim ver o que de fato o candle que esta analisando representava. Me afastei tanto do estudo dos candles, que recentemente fazendo os simulados para prova de certificação para Analista Técnico, percebi que não sei nada dos padrões e olha eles são muito cobrados na prova, não faz o menor sentido, mas fazer o que, voltar a estudar aquele monte de padrões que não nos ajudam em nada, afinal eles são cobrados na prova.
Os candles realmente são fantásticos e a sua leitura é muito importante, desde de que você saiba onde deve fazer a leitura.
Cada vez que uso o termo suporte e resistência, sinto um frio na espinha. Este conceito que é muito divulgado é muito errado. A um certo tempo atrás ouvi uma explicação que de fato resume tudo. O autor do texto, falava que os livros de At deixavam ele confuso, porque, sei lá no capitulo 2, mandava comprar no suporte e vender na resistência, mas no capitulo 3, mostrava como operar no Pivot, que no caso é uma resistência. Ou seja, no mesmo livro a pessoa ensinava a vender e comprar no mesmo ponto. Fui verificar e é verdade. Então são termos que não gosto de usar, na verdade o que vemos são regiões onde compradores e vendedores brigam e tomam as suas decisões, e com certeza estas regiões voltam a ser alvo para o preço. Ai sim é o candle faz sentido, porque a medida que os preços se aproximam ou mesmo entram nestas regiões, a reação das forças (compradora ou vendedora) é que definem o que podemos esperar.
Simplifiquei bastante a forma de estudar os candles, porque a questão é o que estaria sendo usado como suporte ou resistência (ainda não achei um termo para substituir o sentido), que no caso de operações de daytrade podem envolver Vwap, Prior Cote, Poc (market profile), medias, retrações e por ai vai. Ou seja, o candle precisa ser avaliado apenas nestas regiões (Rin – regiões de interesse de negociação). Mas faltava algo, as vezes as coisas não davam certo, e foi ai que conheci o conceito de “blended candle”, que consiste em entender o movimento somando dois ou mais candles.
Vou colocar um desenho simples explicando, mas basicamente pegamos a abertura do primeiro candle e o fechamento do segundo, na verdade podem ser vários candles, o importante é estarem em uma região de interesse ou suporte/resistência se preferir.

image

Vejam, mesmo tendo dois candles que não identificam claramente a situação, ambos estavam em uma região de interesse, e ao somar os dois, vemos um candle de absorção, onde a força compradora absorve toda a oferta, mostrando com um excelente nível de acerto que teremos alta pela frente.

Abraço a todos

8 curtidas

Ibov 04/06/20224
A mini férias acabou. Vamos então a voltar a falar do mercado.
No final deste post vou fazer novamente um relato sobre assuntos que tratamos no inicio do ano. Até agora não temos nenhum indicio de que podemos ver uma virada no índice, mas se acontecer, temos que estar preparados, afinal, mesmo uma recuperação dentro de um mercado em baixa gera muitas oportunidades. E foi o que fizemos, quando colocamos a possibilidade de estar diante de um novo impulso. Temos sempre que ter mais de um cenário. Infelizmente lá se foi o nosso impulso, pelo menos no prazo mais curto, afinal, ainda estamos em um movimento altista, que teve o seu inicio em junho de 2022, ou talvez em março de 2023, (ver post de 23 de fevereiro este ano, mas coloquei 2023) e isto não vai mudar até que os 95.000 pts sejam perdidos.
Mas toda a movimentação pode ser muito longa e o que interessa em um primeiro momento é saber o que vem agora em um prazo mais curto.
O ibov nem tentou testar o ultimo fundo e acabou rompendo com bastante força a região, nem mesmo o teste da Banda de Bollinger foi o suficiente para impedir a queda. Tivemos até uma pequena tentativa de reação no inicio da semana passada, mas acabou resultando em nada.
Agora pelo menos temos uma nova marcação para a correção, e não temos que lidar com o impulso, pelo menos o de prazo mais curto.
Com a continuidade da correção temos diversos alvos possíveis, sendo os mais clássicos aqueles formados pelos objetivos de correção de uma onda 2 e neste caso temos o primeiro alvo em 120.000 pts e no segundo caso em 111.235 pts. Estes são os alvos dados pelas correções padrões. Se olharmos para a formação do movimento tem 3 alvos também. No primeiro caso o alvo esta em 119.289 pts, quando a perna “c” atingir os 100,0% da correção. A seguir os 112.623 pts, que seria uma região muito perigosa de ser atingida porque seria possível desenhar a onda corretiva como uma onda de impulso em direção a tendência de baixa que poderia levar o índice até os 102.000 pts. Temos vários alvos, mas podemos juntar 4 alvos em duas regiões (retângulos do gráfico), sendo que a primeira região o retângulo verde seria a mais provável. Existem outras regiões dadas por um tipo de analise diferente, mas acho que o que temos até aqui já é o bastante para termos uma idéia de onde podemos chegar.
Uma coisa que chama a atenção é a velocidade da correção, porque o primeiro movimento se formou em 17 semanas, e como estamos perto de atingir o primeiro alvo que é exatamente do mesmo tamanho e estamos fazendo isto em 5 semanas, seria de imaginar que podemos vir a ter algum movimento de recuperação nos próximos dias. Mas é apenas uma hipótese sem muito embasamento técnico.
Dois marcadores que utilizo nos gráficos estão próximos a sobrevenda, que no caso é Ifr03 que esta próximo a uma região de mínima e a distancia da mma20, que chegou a estar a dois True Range de distancia. Isto também não significa que estamos finalizando a correção, mas pode sim gerar um retorno contra tendência.
No ultimo post expliquei sobre os blended candles, e se olharmos o dois desta semana e de fato podemos até juntar com o de sexta-feira, podemos observar que juntos eles mostram um movimento mais comprador, em cima da região de S1 (pivot).
É importante observar todos os detalhes, especialmente para quem opera o mini índice, porque como eu falei no ultimo post, poderíamos ter um retorno até os 126.500 pts, antes de continuar a correção, e são quase 5.000 pts, que podem gerar muitas operações interessantes.

Lembram daquele gráfico que postei a 6 meses atrás, que mostrava a movimentação do Ibov e a teoria de Wickoof. Pois é, o primeiro objetivo esta na primeira linha, na verdade a primeira zona (retângulo verde) . Se o movimento realmente tomar este rumo, dá para ver onde iremos parar. Na verdade a historia começou no dia 16/01/2024. Estava escrevendo sobre a Qbtc11 aqui no fórum quando derrepente eu olhei o gráfico do Ibov e vi algo que não gostei. Quando digo que não gosto de alguma coisa, falo em respeito a maioria das pessoas deste fórum que eu sei que gostam de comprar e acumular ativos, porque para mim de fato pouco importa. Gosto de mercado direcional, seja para que lado for. Mas voltando ao assunto, no dia seguinte conversando aqui com o @joão58 falamos sobre a situação geral, e sobre a desconfiança que uma correção curta poderia causar. Continuei olhando para os estudos, até que no dia 24/01/2024 coloquei a comparação entre o Ibov e uma estrutura de distribuição de Wickoff, e o que aconteceu em seguida? O capital estrangeiro começou ou intensificou a saída do pais. Pode ser uma coincidência, mas acho muito difícil. Ou seja, em um primeiro momento temos a impressão de que o nosso mercado parece estar perdido. Mas quando olhamos os detalhes o que vemos é que parece que ele realmente esta sendo direcionado, e para baixo de acordo com os objetivos dos poucos players que dominam o nosso mercado.

8 curtidas

Bom dia @wdgi, parabens pelos ensinamentos. Chegou a olhar recentemente a situação de PRIO3? Desde já, obrigado.

2 curtidas

Boa tarde @aafm, desculpe os erros mas estou escrevendo rapidamente .
De fato este é um ativo que não acompanho. O correto seria fazer um estudo de mais longo prazo para entender o que esta ocorrendo, e prometo fazer isto quando eu tiver um tempo, porque anda complicado, nem mesmo sobre a Vale3 eu tenho postado nada.
Mas vamos lá. O que dá para perceber olhando rapidamente e que estamos em julho de 2022 e que teve uma falha de continuidade com uma falha de onda 5 que ocorreu em abril de 2024. Se este traçado estiver correto estamos fazendo uma onda 2 o que explica o movimento de ontem.
Ontem ocorreram 3 coisas interessantes com o ativo, a primeira foi que ele atingiu o primeiro nível de correção no caso os 38,2%. Na ultima vez que falei deste ativo para você, mostrei que ele respeita muito o Pivot, e ontem testamos a S1 do semanal e a S2 do diario.
O que ocorreu foi uma entrada de muito volume o que acabou anulando o candle negativo da primeira hora e terminamos o dia com um grande candle de absorção. Um candle desta natureza em cima de tres regiões de suporte técnico não pode ser desconsiderado, e indica que existe uma grande força compradora naquela região, então o mais lógico seria esperar que o ativo tenha uma recuperação pelo menos no curto prazo. O que poderia ser classificado como uma onda “B”, mas é cedo muito para falar isto, porque no semanal não temos um fundo, e que não vai poder ser marcado esta semana.
O correto seria esperar que ele fosse ate os 47,00 porém voltando ao Pivot, no semanal ele esta em 43,82 (vale para todo mês de junho) que é a região que estão passando as media principais, então caso tenhamos a marcação deste fundo no semanal, o movimento pode se configurar como uma plana, assim todo movimento de correção fica sendo uma onda “a” e a onda “b” tende a voltar ao topo, que vai ocorrer em 3 movimentos.
As possibilidades são muitas, inclusive de ser este o penúltimo movimento da correção onde teríamos agora a 4 onda da “c” para depois finalizar com a onda 5, ai faria sentido pensar no retono até o pivot, que pode ser o diario que esta em 42,25,lembrano que este pivot por ser do diario só vale até sexta-feira. Neste caso poderíamos ter um problema. Para fazer a marcação desta forma, temos que considerar que a onda “c” já rompeu os 100,0% na semana passada, então se tivermos o movimento 4, temos duas situações: a primeira e a mais comum, voltamos a testar de novo o fundo de ontem, e paramos por ai, formando o “fundo duplo”, a segunda seria completar o objetivo da correção e neste caso ir buscar os 37,63.
Como sei que você gosta de operar este ativo, sugiro que você passe a considerar avaliar o Pivot sempre que pensar entrar ou sair de uma posição, porque parece que ele respeita muito as marcações dada por este indicador.

4 curtidas

Será que vem repique no IBOV? :face_with_monocle:

4 curtidas

Mais uma vez obrigado. Estou comprado na casa dos 49. Vou ajustar a ordem de venda para esse pivot de 47 para tentar comprar mais barato.

2 curtidas

Alvo em 126,xxx, é isso??

2 curtidas

Pullback a vista pra pegar os bestas e retomar a queda até pelo menos os 119xxx :thinking:

1 curtida

Uma coisa que você pode fazer para diminuir o seu preço médio, é ir vendendo call. No traçado que passei hoje, procurei mostrar o quanto o ativo respeita o Pivot e sendo assim você tem uma possibilidade em lançar as opções OTM (fora do dinheiro) com bastante segurança para evitar ser exercido. Claro sempre tem o risco de algum evento extraordinário, mas eles são bem raros. Esta é uma forma que eu utilizo quando por algum motivo não stopo a minha operação e o ativo começa a gerar um prejuízo grande. Lançar a opção com vencimento mais próximo gera um premio menor, mas garante mais segurança, e depois você pode ir fazendo o mesmo nas series seguintes até que chegue a uma saída interessante. É muito comum conseguir fazer este tipo de operação mais de uma vez dentro de uma serie.
A Prio3 não tem uma liquidez muito boa para opções, então pode ter dificuldade em realizar este tipo de operação.

1 curtida

SMLL batendo no fundo do canal de baixa de curto prazo, da para arriscar um comprinha hem, linha azul de longo prazo.

IBOV para mim já perdeu o canal, deve somente um pullback para 122k, mas pode ir até 125323, depois rumo aos 119593

4 curtidas

Não, são apenas marcações minhas para regiões de suporte-resitência.
A ideia é só mostrar que a região está propícia a ter um pequeno repique.

3 curtidas

USD atingiu o alvo, aguardar para saber se vai romper a resistência.

Ibov 07/06/20224

Não temos no momento nenhum sinal de recuperação do Ibov, mas ainda temos aquela possibilidade de vir a fazer um movimento mais altista de forma a completar o padrão que vem se desenhando.

Na semana até que tentamos recuperar um pouco, ainda mais na quinta-feira quando as noticias no mercado apontavam para um número menor de geração de vagas de emprego nos EUA do que esta previsto, e ainda embalados pelo aumento de pedidos de seguro desemprego lá também. Pois é, além dos problemas internos que nadam ajudam o nosso combalido Ibov, as noticias vindas de fora ainda ajudam a piorar tudo.

Caramba, um cara de analise técnica falando de noticias? Não pode, não é verdade. Mas de fato neste momento não faz muita diferença, porque já temos os nossos alvos traçados, e o que estamos procurando é a marcação de um retorno, afinal, qualquer movimento direcional importa, seja porque você opera vendido e precisa encerrar uma posição, ou porque você precisa melhorar o resultado de uma operação. Mas o fato é que continuamos recuando e de uma forma muito complicada.

As ondas já nos deram todos os alvos que precisamos e por enquanto não existe nenhuma razão para que sejam atualizados, mas como sempre acontece quando o mercado começa a ficar perdido, o Pivot, aquele velho indicador volta a dar as cartas.

Falando do pivot, no gráfico semanal temos ele definido para o mês todo e para este mês de Junho ele esta em 124.590 pontos e nos últimos 5 meses não tivemos nenhum mês que ele não fosse testado, então esta é uma das possibilidades que temos posicionada um pouco abaixo dos 126.500 pts, que temos como um alvo “técnico”.

Alias falando no pivot, o que vimos esta semana foi uma movimentação que ocorreu totalmente entre ele e o seu nível S1. Dá para ver no gráfico a precisão do movimento.

No ultimo candle de hoje, ocorreu a perda da S1, talvez até mesmo posicionando os preços para os novos níveis deste indicador que passam a valer na segunda-feira. Então se temos o Pivot sendo testado de forma continua no gráfico diário, temos que pelo menos acreditar que na próxima semana ele vai voltar a ser testado, e o pivot valido para a próxima semana já pode ser calculado hoje, sendo esta uma das grandes vantagens deste indicador. No caso podemos obter este valor com um calculo simples, e temos dois números possíveis. O primeiro, que é o mais clássico e o que utilizo esta em 121.564 pts, e o segundo que também tem um bom número de adeptos esta em 121.698 pts. Por questões de padronização o que fazemos é plotar os dois números no gráfico criando uma região, e foi o que fizemos colocando o retângulo na cor cinza. Assim temos uma região que pode ser testada esta semana, e servir de bloqueio para o avanço dos preços, afinal mesmo tendo uma semana levemente positiva, podemos considerar que já são 5 semanas de queda, e que esta passando da hora de termos um alivio.

Se durante a semana viermos a ter algo que mude o rumo do índice, eu faço os ajustes necessários, mas por enquanto continuamos dentro do traçado estabelecido.

7 curtidas

Dólar 10/06/2024
Por razões que já expliquei aqui no fórum, sou obrigado a trabalhar com Wdofut (dólar futuro), mas acredito que isto não chega a ser um problema, mesmo porque ele é o que de fato podemos negociar todos os dias e de forma bem simples.
No dia 16/04/2024, coloquei um estudo aqui e dentre alguns assuntos tratei do dólar e da movimentação que poderíamos esperar pela frente. Mostrando que mesmo sendo um movimento dentro de uma correção por ter tido o seu inicio com uma onda de 3 movimentos que só é possível em movimentos corretivos, no caso, uma plana ou um triangulo.
O fato que apesar de ser um movimento estranho, porque acaba se mostrando como um zizzag, que não poderia ser marcado assim, visto que ele também começa com 5 ondas, o que temos se for parte de uma correção realmente será uma plana muito estranha. Foram colocados dois objetivos, porque um movimento ABC se inicia da mesma forma que um movimento 1-2-3.
A razão de estar escrevendo hoje é que atingimos na ultima sexta-feira o primeiro objetivo que estava em 5.346,50, e então temos uma situação interessante, porque o movimento se parar por ai mostra exatamente uma plana, se não parar o próximo objetivo por este traçado esta em 5.686,23, onde curiosamente esta o centro do canal dobrado, que é sempre um objetivo de onda 3. Este movimento é complicado, porque como sabemos o dólar em uma grande onda 4, de um movimento que teve o seu inicio em 2017, e que projeta a moeda num nível bem desconfortável. Por outro lado, uma onda 5 pode falhar e ai teríamos o dólar voltando ao seu topo histórico e então o inicio de uma correção muito grande, bem maior do que vimos na historia mais recente.
Depois teve outro estudo em 10/05/2024 utilizando um tempo gráfico menor e tratando realmente a situação como um impulso, e o resultado gerou o retângulo rosa que vemos no gráfico e naquele momento mostrei a relação entre o dólar e o índice, que mostrava a entrada no dólar e a venda do índice. Não vou colocar aquele gráfico de novo, mas hoje em exatamente um mês, esta “operação” esta rendendo 13,5% de ganho.
Bem já temos 2 estudos e agora vamos colocar mais um, onde vamos manter o traçado dos anteriores e colocar mais dois elementos de forma que possamos melhorar a qualidade do nosso alvo para este ativo.
O primeiro é a inclusão novamente do canal de mais longo prazo, iniciado em 2020, que esta bem perto de ser testado novamente no mesmo ponto em que o canal mais curto esta passando. Este encontro fica na casa do 5.462,00 e deve ser uma região que vai dar trabalho.
O segundo é mais interessante, porque se partirmos do inicio do movimento que estamos acompanhando, então temos que começar na região do circulo verde, onde o canal de baixa foi testado. Projetando aquele movimento com 3 ondas, damos inicio de fato a formação da correção, tivemos o inicio da onda corretiva e a sub-onda que estamos acompanhando é a perna final do movimento. Como ela esta se formando em 5 ondas é uma onda “c” de uma plana, e desta forma todo o movimento se explica. Em uma situação normal de uma plana, o movimento terminaria em 5.608,00 que é a linha superior do retângulo rosa, mas ocorre é que podemos ter uma onda contrativa, ou seja como a onda “B” foi menor do que a onda “A”, a onda “C” deveria ser também, mantida a proporção o final se daria no mesmo ponto em que esta ocorrendo o cruzamento do canal. Então temos mais um elemento apontando para um final de movimento em 5.462,00. Pelo atual nível da volatilidade do dólar este valor pode ser atingido ainda esta semana.

Não vou ficar colocando gráficos demais aqui, mas quem tiver curiosidade de uma olhada no gráfico de 15 minutos e veja o que aconteceu em cima da linha de 100% na semana passada, o que demostra que esta linha de fato era um objetivo. No mais tem muito coisa para colocar neste gráfico, mas só servem para confundir neste momento.
Como falei antes operar este índice é uma boa forma de estar exposto ao dólar de forma relativamente barata, mas esta longe de ser uma operação simples no sentido de que tem muita volatilidade e é preciso trabalhar com stops mais longos, que quando acionados “dói” bastante no bolso.

5 curtidas

Vale 11/06/2024
Em 15/09/2023, coloquei um longo estudo sobre a Vale, e com 3 cenários possíveis. É claro que os alvos precisam ser atualizados, porque tivemos pagamento de direitos, mas na pratica, ainda não podemos descartar nenhum cenário, mas até o momento o terceiro cenário parece ser o mais aderente ao movimento que temos observado.
Mesmo tendo demonstrado varias vezes que o movimento que estamos vendo neste momento da Vale, pode ser apenas uma onda “b”, continuo fazendo a marcação como uma onda de impulso, que para simplificar podemos chamar de uma onda 3, que vem se desdobrando. A ideia é que qualquer seja o desenho final das ondas teremos momentos em que o movimento irá na mesma direção seja por fazer parte de um impulso ou de uma correção.
Qualquer que seja a projeção das ondas, temos uma grande chance de que o primeiro movimento que no caso de um impulso é uma onda 1, que ele tenha 1/3 de todo o movimento projetado. Então a partir deste pressuposto, sempre que marcamos uma primeira onda como 1 podemos ter uma sequencia de alvos e o mesmo acontece quando marcamos a onda 3, e com isto projetamos o que seria no caso a 3.1.
Seguindo este principio não atingimos o alvo definido para a ultima perna de alta, e com isto criamos um problema para definir o tamanho do movimento completo, e para piorar a correção neste momento esta atingindo um nível critico, que é 88,2%, no exato instante em que testa a linha do canal, e podemos ver uma reação do ativo. Vamos ver se de fato este ponto será defendido, senão vou ter que trabalhar com um outro cenário, e espero que isto não seja necessário. Se 59,36 for perdido, anulamos a perna de impulso menor e ai passamos a ver a onda maior que tem o se fundo em 56,73 (linha tracejada em vermelho). No gráfico em dólar já perdemos a primeira perna, porque além da correção dos preços no nosso mercado tivemos a valorização do dólar o que gerou uma correção no ativo de cerca de -14,0 %.
No momento a situação esta bastante confusa, e logo com este ativo que vinha fazendo um movimento “de livro”, mas ainda não temos que entrar em pânico. Falo dos comprados, que alias faço parte do time, uma vez que sempre deixo claro que este é o único ativo que tenho em carteira. Mas o fato do alvo não ter sido atingido e a correção ser muita intensa, cria um certo ar de intranquilidade sobre o destino do ativo, e vamos ver porque. Antes vou colocar o gráfico dando uma visão geral, inclusive do grande canal que temos desde de 2016.

O que vemos neste momento é o ativo em cima de uma região que pode servir de suporte, e a partir de agora, termos o inicio de uma recuperação. Mas este não é o único caminho.
E se a situação piorar muito?
Ao traçar os cenários básicos considerei que a continuidade da correção se daria com a formação de uma segunda onda plana, ou seja, primeiro tivemos uma plana, depois a onda de ligação e em seguida outra onda plana, que levaria primeiramente o ativo ao seu topo histórico e depois um novo teste no fundo. Basta olhar o cenário desenhado.
Mas e se a gente for um pouco pessimista, e mesmo mantendo o padrão de correção dupla, e mudarmos a segunda onda corretiva para um padrão de zizzag? Primeiro precisamos ver se isto é viável, e se temos algum indicio de que isto possa estar ocorrendo, ou melhor se isto pode vir ocorrer.
Temos a primeira onda marcada no gráfico como uma onda “a”, e observem que ela se formou em 5 movimentos. A principal característica para marcarmos um zizzag é que a onda “a” se forme em 5 movimentos pois o padrão desta correção é 5-3-5. Então o primeiro critério foi cumprido. O segundo critério é que a onda “b” seja composta de 3 ondas e que corrija 61,8% da onda “a”, e apesar de fechar um “pouquinho” antes, podemos dizer que este critério também foi atendido.
O que falta então para que o padrão se apresente como completo? A resposta é simples. A onda “c” também precisa se apresentar em 5 ondas e ter 100,0% do tamanho da onda “a”. Claro que neste momento não atendemos a nenhum dos dois critérios, mas eles não podem de forma alguma serem descartados. Então, mesmo considerando que esta possibilidade seja pequena, não podemos descartar o movimento que tem como alvo a região marcada por um retângulo em rosa.
Não me entendam de forma errada. Como eu falei, temos muita chance de ver a correção se encerrar no ponto em que estamos, mas não temos nada que impeça de ver este cenário se tornar realidade, a não ser a nossa “esperança” de que isto não venha acontecer, e também a formação do movimento que neste momento não parece ser uma onda de 5 movimentos. Mas de qualquer forma, apresento abaixo o que veríamos acontecer.

8 curtidas

É ta indo embora proximo alvo 5,74.

1 curtida

Chegamos lá.

2 curtidas

E agora , rumo aos 112,xxx kkkk ? Nao estou vendo nada de bom na economia brasileira pra esse suporte segurar .