Fundos Imobiliários

Cadu. ta por dentro desse fundo no o ALZR11…vi a entrevista no programa do infomoney…dizem q a ideia é pagar yield de 7.80 no ano

1 Curtida

Ainda não analisei, mas este DY não é nada de mais pelo risco de um fundo novo. HGRE por exemplo já distribui isso.

valeu

1 Curtida

Fala, Cadu!!

Hoje estou pegando para dar uma estudada nos FII, em termos de gráfico, P/VPm Yield e vacância(se o caso), não entrando ainda no campo da qualidade dos imóveis, vencimento de alugueis, etc…

Qual seria a métrica para uma boa possibilidade de compra levando em consideração essas coisas acima? Pois há papéis esticados com bom P/VP, papéis não estiados bom P/VP razoavel , papéis esticados com P/VP criminoso, etc…

Por exemplo :slight_smile:

JSRE11 está com um P/VP honesto, vacancia “zero”, yield razoável, mas está esticado o papel

THRA11 - P/VP alto demais, esticado, vacancia zero.esticado e yield baixo.

FLMA11 - P/VP não tão ruim, dando possibilidade de futura compra, yield baixo, vacância não encontrei.

VRTA11 - P/VP mais alto, papel mais esticado, yield bom, fundo de papel.

Bem, há muitos outros ainda, mas exemplificando esses quatro, como seria a escala do melhor para o piior em termos de compra para “hoje”. O quanto o P/VP pode ser levado em conta, bem como esses outros atributos? há um mais importante que o outro? Fora esses quatro atributos (indicadores) há mais algo para ser realmente olhado?

Abs.

1 Curtida

É difícil escolher bons ativos com base em um ou dois indicadores. No máximo servem p/ fazer uma pré filtragem.

Por exemplo, em ações, temos uma empresa X com o P/VP de 19, e outra empresa Y com P/VP de 0,40. Qual das duas escolher? Bem a empresa X seria MPLU3, que tem o VP pequeno por conta de seu nicho de atuação, o que gera este p/VP tão elevado, mas é uma excelente empresa e barata, já a empresa Y seria LUPA3, que embora esteja barata, é uma empresa em recuperação, com situação financeira extremamente perigosa.

Logo todo indicador olhado de forma isolada pode nos induzir ao erro. O ideal seria pegar uns 3 indicadores, montar um ranking, e aí usa-lo como pré filtragem p/ analise.

Mas em alguns setores o P/VP tem uma importância maior. Como por exemplo nas empresas de recebíveis (ou vulgarmente chamados de FIIs de papel). Nos exemplos que vc citou acima, VRTA já descartaria de cara só por conta do P/VP elevado. A grosso modo, o que vale aqui é o mesmo das ações: empresas com P/VP muito baixo tendem a ser empresas enfrentando uma maior dificuldade em geração de receita, ou com maiores riscos de vacância, e empresas com P/VP muito elevado tendem a ser empresas mais sólidas, com geração de caixa mais previsível e melhor qualidade nos imóveis. Aí cabe tb o seu perfil de risco na escolha das empresas.

P/ montar um ranking de pré filtragem, penso que os dois indicadores mais interessantes seriam o P/VP e o DY 12 meses, como foi o exemplo que dei na tabela anteriormente. Depois disso vc analisa a qualidade do imóvel, a diversificação de inquilinos, a localização dos imóveis, a vacância, o tipo de contrato, e o seu resultado histórico. No caso dos FIIs de papel é importante olhar a distribuição de seus recebíveis, quais indicadores estão atrelados, como estão diversificados, e o risco da carteira de crédito.

3 Curtidas

Uma publicação foi combinada em um tópico existente: Analise Fundamentalista

Acabei comprando os dois.
Vendi mais um pouco de FESA4 e comprei: RNGO11 (94,00) e FFCI11 (173,90).
Agora esperando o momento pra me livrar de JRDM11 e aumentar posição em KNIP11 e MXRF11.
FII muito mal administrado esse JRDM11, heim.

1 Curtida

Pois é, nunca gostei do ativo.
Ainda mais que no setor de shoppings temos diversas boas escolhas, até mesmo os novos VISC11 e MALL11 tem se mostrado uma boa opção.

Eu to querendo colocar um FII baseado em shopping. Qual vocês recomendam atualmente?

2 Curtidas

Alguém sabe se KNIP11 vai fazer nova emissão?

2 Curtidas

Sim, KNIP quer fazer uma emissão de 5.9 milhões, com valor por cota de 103,39. Já foi aprovada em assembléia, falta agora a CVM aprovar p/ liberarem as datas.

2 Curtidas

Depende do perfil. Um FII com um pouco mais de risco, mas que tem potencial p/ pagar uma renda real superior, é o FIGS11. Um FII com menos risco, mas que ainda paga um DY razoável p/ o setor, é o ABCP11.
Fundos novos que tem bom potencial: VISC e MALL.

1 Curtida

Obrigado pelas dicas :smiley:

1 Curtida

boa dica

1 Curtida

Oi Cadu,
O PLRI11 caiu muito hoje. O que houve? Ele é um fundo atrativo? Preço e retorno bons? Arriscado?
abraço

1 Curtida

PLRI11 tem alguns riscos já conhecidos, como problemas de inadimplência em alguns de seus CRIs, e o fato das preferência no pagamento dos rendimentos p/ as cota seniors. Ou seja, as cotas subordinadas só recebem se sobrar pagamento depois das cotas seniors. Por conta destes riscos, não vejo uma entrada no ativo atrativa p/ LP, só se a cotação caísse mais. Some a isso que o FII tb tem uma data de duração p/ terminar, embora não tenham decidido quando. No rendimento deste mês ele fez o pagamento de 0,56 de dividendos + 1,86 de amortização, o que explica uma boa parte desta queda.

2 Curtidas

Quais são as regras para as cotas subordinadas? Caso eu compre cotas nesse momento, isso significa que eu corro sério riscos de não ter nenhum pagamento mensal de dividendos? Isso parece muito ruim para alguém que vai entrar agora. É assim mesmo? Há como contornar esse problemas, ou melhor partir para outro fundo?

1 Curtida

Se por ventura o fundo apresentar algum problema com um ou mais de seus CRIs, a pto da rentabilidade cair expressivamente, quem tem a cota subordinada provavelmente não receberá os dividendos, ou e receber, será uma parte muito menor. Eu acho melhor partir p/ outra, este FII só vale a pena se apresentar uma queda muito expressiva no CP. Mas pensando a LP, eu não recomendaria.

2 Curtidas

Oferta do HEDGE TOP FOFII 3 suspensa. Bolas foram pisadas…

http://www.cvm.gov.br/noticias/arquivos/2018/20180205-2.html

2 Curtidas

Mais uma palhaçada da CVM, estão punindo a empresa só por conta de um programa que rolou no youtube, onde devem ter falado da empresa. A CVM ao invés de se preocupar em realmente defender o minoritário de picaretas como o Eike ou a Oi, prefere ficar atrás de picuinhas como falar da empresa durante o (inútil) período de silêncio.

2 Curtidas