Fundos Imobiliários


#688

Obrigada,
Acho que vou pegar umas cotinhas…vai que aumenta né…rsrs
Como será minha 1 experiência, irei arriscar.
Estou começando agora nesse ramo, estudando as ações, porém muitaaaa coisa não entendo ainda.


#689

Primeira experiência e vai pegar um fundo com um risco maior… Dizem que iniciante sempre tem sorte no começo (eu mesmo tive, mas não durou muito tempo)…

Para começar, sugiro iniciar em fundos que tenham muitos imóveis, muitos inquilinos, com vacância baixa e contratos longos ( Ggrc11 e Hgre11 por exemplo) e começando com posição pequena…


#690

Cadu, e demais,

Qual o fundo de papel que vocês acham que está mais atrativo no momento?


#691

OUJP11


#692

Concordo com o @weldson, OUJP11.


#693

Esse fundo parece estar segurando os rendimentos para aumentar o valor patrimonial. A maior parte dos investidores em Fiis são imediatistas, querem renda todo mês, tratam Fiis como Renda Fixa. Se o fundo não distribui renda, eles vendem a rodo. Boa oportunidade para os Holders.


#694

Concordo. A maioria opera fii somente olhando o Dy.


#695

Parece ser um fundo bom o Oujp11 e preço ok, mas não parece está “em promoção” como foi o Aefi11 em R$120.

Diminui em Aefi e não sei onde colocar ainda, acho que vou aumentar ainda mais minha posição em ggrc11, as outras opções que vejo no momento seria ffci11 e Oujp11


#696

Link interessante para fazer uma rápida análise de alguns dados e comparações entre FIIs de papel:

https://fundosderecebiveis.info/ranking


#697

E essa venda do Ggrc11?


#698

Parece que não foi um negócio bom, aluguel pagando mais de 1%am, mas no contrato dava a possibilidade do inquilino comprar e acho que foi o que o ocorreu.


#699

Estava no contrato esta opção de venda.
Resta saber se o fundo vai fazer esta distribuição de capital p/ os acionistas, ou se vai procurar outro ativo p/ compra. Mas vai ser difícil achar nesta rentabilidade mesmo.


#700

Avaliado em 62,7 milhões e vendido por R$54 milhões, tendo contrato atípico até 2027 que pagava 1% deste valor reajustável anualmente…


#701

Minha maior posição, e com ordem para aumentar ainda mais, tentando cancelar a ordem é não cancela


#702

acredito que hj uma compra na casa dos 119 já vira uma boa opção. motivo: Hoje o
Valor Patrimonial: 121,34 pagando 0,87 ao mês – 8,42% ano (usando valor da cota de mercado 123,87), com essa venda se não estou errado representa 16,30 da cota então teremos VP: 105,04 + 56 milhões oq levaria a 119 por cota, com rendimentos 0,73, logo o logico seria para manter o 8,42% ano seria a cota ser negociada a 104,04, mais ficaria com 56 milhões em caixa para alguma aquisição. Acredito que não consegue um contrato tão vantajoso como o último, acredito que uma compra na casa dos 118,28 - 119 é uma boa opção ainda, levando em consideração que irão realocar este dinheiro


#703

Não acho que o fundo seja ruim, éporque achava excelente, e era minha maior posição, e se essa ordem for executada, passará a ter o mesmo peso do somatório do segundo com o terceiro maior fundo, se não passar…

Quanto ao valor patrimonial, acho que não se pode mais acreditar nele, já que o imóvel estava calculado com 62 milhões e foi vendido por R$54 milhões. Diferença grande.


#704

O valor patrimonial é uma referente, nada impede ser vendido pra mais ou pra menos.

Vai de várias condições do mercado. A conjectura atual favorece os compradores, mas quando o mercado aquecer vai favorecer os vendedores.


#705

No caso específico, era para ter sido vendido acima do valor, porque o fundo não era refem o inquilino que era, pois tem contrato até 2027.

Se o contrato estivesse perto de vencer, e o fundo achasse que seria difícil conseguir outro inquilino, aí entenderia vender mais barato.

Mas talvez tenha alguma cláusula que o inquilino posso comprar o imóvel reajustado pelo IPca ou outro índice, por isso compraram bem abaixo do valor patrimonial.


#706

Cadu alguma opinião sobre a vende deste imóvel do ggrc11?

O imóvel foi avaliado recentemente por 62 milhões. Tinha contrato pagando 500 mil por mês até 2027 (só de aluguel daria mais de R$50 milhoes), tinha seguro.

Porque vender por R$54 milhões, muito abaixo do valor avaliado?

A única explicação que me convenceria é se no contrato, já estiver estipulado o valorous o imóvel seria vendido (tipo 50 milhões que foi o valor da aquisição + ipca, por exemplo)…


#707

o contrato tinha gatilhos de venda, ou possibilidade de venda do imóvel, o que a adm precisa explicar é pq vendeu antes do primeiro gatilho ( que seria no mês 37 ), talvez a empresa tenha feito pressão ou coisa do tipo que não ficaria com o imóvel ou que iria reincidir o contrato na primeira janela possível, o imóvel não era lá essas coisas, então faria sentido , a empresa locatária foi comprada por outra em melhor situação financeira que entendeu por bem comprar o imóvel tbm, no FR a adm apenas disse que não vai ter impacto na distribuição, o que da a entender, mas n ta claro, é que eles ja tem outro imóvel bem adiantado para comprar, por ora, apenas resta aguardar msm, a adm já deu mostras da sua competencia.