MPLU3 - Multiplus


#142

Dudusneto, não é tão simples assim. O que ocorreria seria a integração (fusão) das duas empresas, Eles vão acabar com o contrato da Multiplus e vão integrar ela com a LATAM PASS. O que ocorreria seria uma troca de ações e não a extinção da Multiplus. Acabaríamos sócios da LATAM.
Eles querem fazer isso pois é interessante fechar o Capital nesse momento.


#143

Minoritário tem assinar o atestado de otário se aceitar 27,22 numa empresa lucrativa!
Deixa rolar até 2025, recebendo DY que tende a crescer e em 2025 distribui um caixa bem gordo.


#144

Próximo passo: a controladora contratou o CS para fazer uma avaliação do valor da empresa. Depois disso, ela vai decidir se faz realmente a OPA, ou se altera o preço ofertado, ou até se cancela esta. Se fizer a OPA, convoca uma assembleia para os acionistas, e 2/3 tem de aprovar. Se for aprovado, a empresa anuncia ao mercado como irá realizar este.


#145

#146

Puts…lembrando aqui…o Bastter sempre avisou p tomar cuidado c esses controladores kkkkm


#147

Ihhh… ele vai vender caro essa previsão…


#148

voadora do Bastter kkkk


#149

é verdade!!!


#150

Eu não vendo as minhas por esse preço. Esperaram o valor da ação cair e estão usando os ultimos 90 dais como referencia, pensa em uma malandragem. Vou esperar a CVM se pronunciar a respeito.


#151

Calma que ainda é cedo pro Bastter cantar vitória. Ainda tem muito coisa pra rolar ainda.


#152

Tá sentado bem confortavelmente?


#153

Aquilo foi um preço inicial. O credit suisse foi contratado para analisar melhor o valor da empresa.


#154

Cadê a CVM, segunda a lei 6404/76 é dito:
Responsabilidade

Art. 117. O acionista controlador responde pelos danos causados por atos praticados com abuso de poder.

§ 1º São modalidades de exercício abusivo de poder:

a) orientar a companhia para fim estranho ao objeto social ou lesivo ao interesse nacional, ou levá-la a favorecer outra sociedade, brasileira ou estrangeira, em prejuízo da participação dos acionistas minoritários nos lucros ou no acervo da companhia, ou da economia nacional;

b) promover a liquidação de companhia próspera, ou a transformação, incorporação, fusão ou cisão da companhia, com o fim de obter, para si ou para outrem, vantagem indevida, em prejuízo dos demais acionistas, dos que trabalham na empresa ou dos investidores em valores mobiliários emitidos pela companhia;

c) promover alteração estatutária, emissão de valores mobiliários ou adoção de políticas ou decisões que não tenham por fim o interesse da companhia e visem a causar prejuízo a acionistas minoritários, aos que trabalham na empresa ou aos investidores em valores mobiliários emitidos pela companhia;

Pra mim é o q está ocorrendo.


#155

Bastter esperar para cantar vitória? kkkk

Se bobear já fez o vídeo com a voadora kkkkk

Se não fez, faz ainda amanhã kkkkkkkkkk


#156

Diria que ainda não chegamos neste pto.
O que a controladora fez foi anunciar que não pretende renovar o contrato no vencimento, e propor uma OPA. Talvez possa se questionar o fato da empresa fazer isso faltando ainda 6 anos p/ o término do contrato. Por outro lado, a controladora pode alegar que o fez exatamente p/ proteger os minoritários. Sabemos que isso é balela, e a controladora só jogou isso p/ forçar os minoritários a aceitarem mais facilmente a OPA. Mas isso fica no âmbito da subjetividade. De concreto, até agora a empresa está jogando o jogo conforme as regras, mesmo que seja de forma mais agressiva. Como a CVM tem um histórico desastroso de atuação, pode ser capaz de enquadrar a controladora, mas até agora não vejo a CVM podendo fazer nada de efetivo.

Porém, se a controladora começar a forçar a barra em outros meios, como mudar a política de distribuição de dividendos, aumentar despesas operacionais e custos, ou forçar outras estratégias que não gerem valor p/ o acionista, aí sim a CVM poderia atuar em forma de proteção aos investidores. Além disso, a Multiplus pode começar a correr atrás de outras parcerias a partir de 2025, ou estudar até mesmo p/ começar uma nova parceria antes disso. Por sinal acho que isso é algo que devemos cobrar da empresa.

Agora é aguardar o preço que o CS vai realizar sobre a empresa. Não acredito que eles cheguem a um valor muito superior ao preço atual, até pq eles devem montar o fluxo de caixa chegando a zero de receita em 2025, o que vai jogar o preço da análise lá p/ baixo. Os minoritários provavelmente não vão aceitar a oferta de preço, e aí a controladora tem duas opções: ou aumenta o valor, ou cancela a OPA. Eu creio que ela faça uma segunda oferta aumentando o preço, pois a Multiplus é uma empresa eficiente, que está dando bons resultados operacionais. E não é interessante p/ a controladora matar a empresa em 2025, e começar um novo programa do zero. Ela vai perder muito market share nisso, fora a rentabilidade jogada no lixo. Então embora ela seja a controladora e esteja com o maior poder, nós minoritários tem alguns ptos a favor.

E citando uma frase do excelente livro Arte da guerra: Pareça fraco quando está forte, e forte quando está fraco.


#157

Se dividissem o caixa pela quantidade de ações, o valor não seria maior que R$ 27,22? Isso pode ser levado em conta?

Quanto a avaliação do CS, vendo no site do RI da Multiplus, a última análise (06/08/2018) do banco, a recomendação foi de venda com preço alvo de R$ 25,00.


#158

Realmente lendo agora o que você acaba de escrever, vou aguardar e tomará que a oferta seja mais que meu PM=R$29,00. Obrigado pelo esclarecimento @cadu.


#159

Parte do caixa deve estar reservado para o resgate de pontos.


#160

valeu @alphamale


#161

Não curto nada do Bastter, acho ridículo a forma que as pessoas são e se deixam serem tratadas,mas neste ponto especifico no fundo no fundo ele tem alguma razão.