PRBC4 - Paraná Banco

É uma possibilidade bem real. Vamos monitorar. Não podemos deixar no valor que está.

Até que o resultado veio bom, em especial por conta do grupo segurador.

1 Curtida

Sim, espero que este resultado venha a nosso favor para a não aprovação.

Nada novo Cadu?

Não teve nada de novo divulgado pela empresa.

Alguma noticia para esta subida de hoje? Já estão pagando acima da oferta.

Provável que seja aquilo que imaginei antes, alguém de peso já sabendo que a oferta de preço para a OPA será rejeitada. se for isso, resta a empresa depois duas opções: uma nova OPA aumentando o preço, ou cancela tudo e desiste de fechar capital.

Pra ser rejeitada, ao menos 10% dos acionistas tendem de votar contra o valor oferecido pela OPA. essa votação já foi realizada ou tem data pra acontecer?

Não achei a data, acho que ainda nem marcaram.

PRBC4 - 2T 17
Bom resultado. Banco segue evoluindo em seus numeros. Resultado teria sido ainda mais expressivo, mas teve um evento não recorrente de -10M impactando o LL.

Teleconferencia hoje as 11hs, vamos ver se falam alguma novidade sobre o fechamento de capital.

image

Forte alta hoje! Na casa dos 14/15 recomendo aos colegas começarem a vender.

1 Curtida

Vamos ver se chega nestes valores.

Boa tarde!

Esta ação está sem mudanças a 2 dias, ela está em leilão? Obrigado.

No HB está normal.
Mas a movimentação em torno dela está estranha mesmo.

Saiu o edital: http://www2.bmfbovespa.com.br/empresas/consbov/frmNBC.asp?protocolo=577351

Resumo do que li até agora (se aparecerem mais coisas depois edito aqui).

Precisam de mais de 2/3 dos representantes das ações p/ aprovarem a OPA por aquele preço e fecharem o capital.

Independente de ser aprovado ou não ,a empresa irá sair do nível 1 de governança, provavelmente por não ter o número de ações mínimo livre em circulação.

A validade da oferta se estende desde hoje até o dia 05 de outubro, data esta que terá o leilão com o preço ofertado.

Eu recomendaria aos colegas nada fazer:
_6.6.3 Acionistas Discordantes da OPA para Conversão de Registro. _
Serão considerados discordantes da Conversão de Registro,
os titulares de Ações em Circulação que, devidamente habilitados para participar do Leilão, transferiram suas ações para a carteira
específica e cumulativamente (i) não venderem suas Ações em Circulação no Leilão; e (ii) que não tenham manifestado sua
concordância com a Conversão de Registro, nos termos do item 6.6.2 acima. Nos termos do artigo 21, II da Instrução CVM 361, os
Acionistas Habilitados que desejarem discordar da OPA para Conversão de Registro deverão abster-se de vender qualquer de suas
Ações no Leilão e não declarar expressamente que concordam com a OPA para Conversão de Registro, conforme o parágrafo 4º,
artigo 22 da Instrução CVM 361, não havendo necessidade, em ambos os casos, de nenhum procedimento adicional.

1 Curtida

Olá Cadu, também tenho ações e acho o preço ainda muito baixo para o potencial dela. Não venderia mas, o que acontece caso não vendamos e a OPA tenha sucesso? Irão comprar as ações remanescentes ou teremos que negociar em mercado balcão?

De qualquer maneira eles estão pressionando o fechamento ao retirarem do Nível 1. É algo do tipo de “Aceitem por esse valor, pois se não no futuro fecharemos mesmo que não queiram sem oferta para os minoritários”

1 Curtida

Achei minha própria resposta, que me levanta mais dúvidas:
“Adicionalmente, é importante frisar que a Lei das S.A. permite que, caso remanesçam em circulação, após a realização da OPA, menos de 5% do total das ações emitidas pela companhia, a Assembleia Geral poderá deliberar o resgate destas ações detidas por acionistas minoritários. Por força do resgate, tais minoritários receberão o mesmo valor pago na OPA por suas ações, que serão retiradas definitivamente de circulação (art. 4º, §5º, da Lei das S.A.).”

Ou seja, a assembléia PODE (ou se quiser não) comprar pelo preço estipulado caso seja acatado (há grande probabilidade disso ocorrer.

Entretanto sobre não nos manifestarmos, contradizendo o que foi emitido pela companhia, nós devemos nos manifestar:

“O fechamento do capital deverá ser aceito expressamente ou aprovado por mais de 2/3 (dois terços), ou seja, pelo menos 2/3 mais 1 das ações detidas pelos acionistas que: (i) tenham expressamente concordado com o cancelamento de registro ou (ii) tenham se habilitado a participar do leilão de OPA. Os acionistas omissos não contam para esse cálculo, ou seja, quem é alheio ao certame, não se manifestando nem contra e nem a favor, não é computado para efeitos do quórum citado.”

Creio que se não houver uma força organizando para não ocorrer o fechamento, ele deve ser aceito.

Entretanto como estrategia mais lucrativa, mas arriscada, o negócio seria se manifestar contra e pagar pra ver.

1 Curtida

Então @sellous
A saída do N1 irá ocorrer, quer seja aprovado a OPA ou não. Isso pois o número de ações livres em circulação está abaixo do permitido pelo N1. No caso da OPA ser aprovado, e nós não tivermos nos manifestados, ainda poderemos vender nossas ações no mercado, se tivermos interesse.

Sobre o trecho que vc citou, o quorum necessário é somente p/ ser aprovado a OPA. Se não nos manifestarmos, nosso quorum não contará p/ a aprovação da OPA, o que vai ao encontro da minha ideia que recomendei.

A questão só complica se, na sequência natural dos fatos se a OPA for aprovada, a empresa fechar o capital, e sair da listagem da bolsa. Neste caso, se vc não quiser vender suas ações, e permanecer como acionista, aí sim terá dificuldades, seja para encontrar um vendedor para suas ações, seja para receber dividendos, e também para continuar acompanhando as informações financeiras da empresa.

2 Curtidas

Como tinha dito, quem não vendeu as cotas vai se dar bem. Apresentaram um novo preço p/ a OPA, elevando agora p/ 14,54. Com isso, recomendo a venda das cotas neste valor, aprovando a OPA.

O PARANÁ BANCO S.A. (“Companhia”),
em cumprimento ao disposto na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada, e por solicitação dos Ofertantes no âmbito da oferta pública de aquisição de ações em circulação para: (a) aumento de participação; (b) cancelamento do registro da Companhia para negociação de ações no mercado como emissora de valores mobiliários na categoria “A” e conversão para a categoria “B”; e © saída do Nível 1 de Governança Corporativa da B3 S.A. Brasil, Bolsa, Balcão (“Oferta” ou “OPA”), vem comunicar o quanto segue:

  1. Novo Preço por Ação da Oferta
    Nos termos do item 3.7 do Edital da OPA, os Ofertantes atribuíram para cada Ação Objeto da OPA o valor de R$11,59, sujeito a ajustes decorrentes de quaisquer dividendos e juros sobre capital próprio declarados até a Data do Leilão.

Desse modo, considerando que em 22 de setembro de 2017 foi aprovada em reunião do Conselho de
Administração da Companhia a distribuição de juros sobre o capital próprio referentes ao resultado
apurado nos nove primeiros meses de 2017, no valor bruto total de R$ 64.230.520,95 (sessenta e quatro
milhões, duzentos e trinta mil, quinhentos e vinte reais e noventa e cinco centavos), correspondente a R$
0,7793840 por ação ordinária e por ação preferencial, o novo Preço por Ação passou a ser de R$ 10,81
por Ação Objeto da OPA.

Além disso, nesta data, os Ofertantes informaram à Companhia que decidiram aumentar o Preço por Ação da Oferta em R$ 3,73, passando o novo Preço por Ação a ser de R$ 14,54, já considerando o ajuste decorrente da distribuição de juros sobre o capital próprio acima descrita. O novo Preço por Ação equivale ao valor patrimonial por ação da Companhia com base em suas demonstrações financeiras trimestrais mais recentes, ajustado pela distribuição de proventos, e representa um prêmio de 33,2% sobre o preço de fechamento das ações no pregão de 22 de setembro de 2017, ajustado pela distribuição de proventos.

Em decorrência do exposto acima, os Ofertantes informaram que será publicado nesta data aditamento
ao Edital, bem como disponibilizada nova versão do Edital com ajustes nos itens 3.7 e 3.7.1, para refletir
o novo Preço por Ação e a descrição da distribuição de juros sobre o capital próprio, respectivamente.
Nos termos do item 3.9 do Edital, a modificação em termos e condições da Oferta que resulte em melhoria da Oferta em benefício dos titulares das Ações Objeto da Oferta não requer prévia e expressa aprovação da CVM.

Nos termos do item 7.7, será permitido aos Acionistas Habilitados, até as 13:00 horas (horário de Brasília)
da Data do Leilão – i.e. 5 de outubro de 2017 -, registrar, alterar ou cancelar as ofertas de venda
registradas por meio do Sistema Eletrônico de Negociação do Segmento BOVESPA. A partir das 13:00
horas (horário de Brasília) da Data do Leilão até o efetivo início do Leilão às 15:00 horas (horário de
Brasília), será permitido, somente, cancelar, reduzir a quantidade ou alterar o preço das ofertas de venda.
A partir do início do Leilão, as ofertas de venda serão consideradas, para todos e quaisquer fins,
irrevogáveis e irretratáveis, sendo permitido apenas aos Acionistas Habilitados reduzir o preço das ofertas
de venda.

Os acionistas que já tenham se habilitado ou se manifestado, nos termos do item 6 do Edital,
não precisam realizar novamente qualquer procedimento para habilitação ou manifestação.

  1. Data do Leilão
    Nos termos do item 3.9.3 do Edital, a Data do Leilão não será modificada, permanecendo em 5 de outubro de 2017.
    A Companhia manterá os seus acionistas e o mercado informados acerca de quaisquer novos fatos
    relevantes relacionados à Oferta.
    Este Fato Relevante é de caráter exclusivamente informativo e não constitui oferta de aquisição de valores mobiliários por parte da Companhia.

Curitiba, 25 de setembro de 2017
Paraná Banco S.A.
Laercio Schulze de Sousa
Diretor de Relações com Investidores

2 Curtidas