PTBL3 - Portobello

https://br.advfn.com/jornal/2019/02/portobello-ptbl3-registrou-lucro-de-r-134-31-milhoes-em-2018

Empresa PTBL3
Cotação atual 5,10
Preço alvo pelo PSBe esta em 14,26 com potencial de crescimento de 180%.
Pelo FCD, utilizando uma taxa de crescimento de 8% ano, p/ os próximos 5 anos, com 10% de taxa de desconto, chego a um valor de 15,43.
Na cotação atual, e considerando uma perpetuidade de 0, o mercado esta precificando pelo FCD um crescimento anual de -12% p/ os próximos 5 anos.

1 Curtida

Opa, estou de olho nessa aí. Se o mercado imobiliário crescer (e há grande expectativa disso) ela deve vir junto. Tem posição nela @cadu?

1 Curtida

Não tenho. Ainda vou analisar melhor, mas em um primeiro momento parece estar atrativa.

Resultado muito ruim.

ptbl

2 Curtidas

Portobello é um caso difícil de entender, produto ótimo e resultados ruins. Lemann não quer se aventurar no ramo, será?

1 Curtida

Nunca me animei em PTBL pq a remuneração paga à administração é uma vergonha… Valores estratosféricos, que consomem boa parte do lucro. Isso para mim já mostra o tipo de gestão deles e o quanto se preocupam com os minoritários

3 Curtidas

Simples, governança horrorosa. Não tenho coragem de comprar.

PTBL3 apresentou um lucro líquido de 134 milhões no último exercício, o que aparentemente faria dela um bom investimento ao valor de mercado de 675 milhões. Mas refazendo os seus balanços, chegamos aos seguintes valores:

Lucro líquido declarado (18/17/16): 134/64/2
Lucro operacional básico (ROL-(CPV+SG&A)): 75/136/76
EBT ajustado: 27/68/-5

No último ano então há o valor de 211 milhões alocado em Outras Receitas Operacionais. Procurando a respectiva nota explicativa, descobrimos as Outras Receitas das Outras Receitas Operacionais, o que nos leva à nota explicativa da nota explicativa rs. 207 milhões ou de um Crédito de Prêmio de IPI ou de exclusão do ICMS da base de cálculo dos PIS/COFINS, sem especificar ao certo. Procurando no balanço patrimonial, descobrimos no Ativo Não Circulante um Ativo Tributário no valor de 317 milhões.

Mais um “lucro virtual” baseado em decisões judiciais para botar na conta.

5 Curtidas