REITS - EUA

Comecei recentemente a estudar Reits nos EUA e estou com uma dúvida monstra. Aqui no BR a gente tem o valor patrimonial para FIIs, e lá parece que o mais similar é o NAV. Mas eu não acho esse maledeto de NAV calculado em lugar nenhum. Alguém tem alguma dica de onde encontrar essa informação, ou será que tenho que calcular no braço pra todos os Reits que eu for analisar?

eu acabei comprando um etf de reits pra facilitar… comprei o VNQ…

Acaba que gasto muito tempo acompanhando as empresas aqui, então achei mais fácil comprar etf

1 Curtida

Quais as corretoras que operam ?

Daniel, acho que todas… Nos EUA os reits são empresas que nem as ações, mas seguem a regulação de “trusts”… mas qualquer corretora deve ter os reits

Tenho usado a Passfolio

Boa noite amigos, vamos reativar este tópico.

Atualmente estou investindo no exterior através de ETFs, mas desejo migrar para reits com stock p. a princípio decidi uma carteira com

AMT
PLD
CCI
EQIX
PSA
O
ESS
WPC
DLR
VTR

Ainda não iniciei a carteira na prática mas gostaria de ouvir sugestões e críticas que possam me fazer estudar ainda mais…

Tenho O, NNN, STAG, CIO, DOC, EPR, SLG, SKT e TRNO!!

1 Curtida

Meus

  • Slg
  • Stor
  • Spg
  • Nnn
  • O
  • Ess
2 Curtidas

Seguem meus REITs atuais:

O
WPC
STAG
EQR
LTC
DLR

Tenho REITs principalmente para ter renda, não ganho de capital.
Por isso, prefiro DLR a EQUIX. Equinix tá com yield muito baixo e P/FFO muito acima de DLR.

Sugestões de outros que gosto muito:
Varejo - ADG: net-lease, exposição a cinemas e afins é muito menor que os pares.
Aptos - MAA, CPT: sunbelt, faixa de preço mais atrativa e balanço redondo.
Healthcare: ARE: laboratórios e afins, grande parte net-lease.
Logística: LXP: era office, mas vem mudando para industrial, por isso cuidado ao olhar os números.
Outros: HASI: investimentos em vertentes de energia renovável.

1 Curtida

SKT, STAG, O e FPI

Tenho BPYU, SKT e IRCP

Tópico legal… ainda não meti o bedelho aqui… :grin:

Brincadeiras à parte, estou estudando a possibilidade de montar uma carteira de REITs para não ficar preso só nos FIIs aqui no BR.

Dúvidas pra começar o papo:

  1. Como a ideia é viver dos rendimentos, assim como nos FIIs, compensa mandar o dinheiro para o Brasil mesmo com IOF e spread?

  2. Os % de DY que a gente vê aí nos sites pela internet já desconta os 30% de imposto pago lá?

  3. Ao trazer o dinheiro pra cá paga mais algum imposto?

Obrigado de antemão… :wink:

  1. Nunca fiz essa conta, pois no momento, e ainda por alguns anos, penso em reinvestir os dividendos lá mesmo. A ideia é ter uma renda em dolar, independentemente de trazer ou não a grana. Mas, voltando à pergunta, imagino que será uma conta do tipo álcool/gasolina: vai haver momentos em que será vantajoso, e outros em que não.

  2. Não. O DY é bruto.

  3. Via de regra, não. O imposto dos EUA é descontado na fonte (30%). Como ele é maior que o máximo do BR (27%) e existe acordo tributário entre os países, não há pagamento adicional ao receber no Brasil. O demonstrativo da Avenue já traz tudo mastigadinho.

1 Curtida

Se pensa em trazer o dinheiro para o BR sai mais barato via BDR.

1 Curtida

Acho que o que pega aí é a limitação de ativos né?

Putz… aí complica.
O DY lá mal chega a 5% a.a. (Pelo pouco que olhei).

Se pensar que no futuro o Real pode desvalorizar mais, aí a renda tende a ser maior que os FIIs…

Queria um Baroni dos REITs aqui :grin:

Vou tentar me aprofundar no assunto.
Alguma sugestão de site, research(aqui ou lá), pessoa no Twitter, etc… pra acompanhar?

Eu não compararia yield de REITS com FIIs , e nem tanto pela diferença de dívida e possibilidade de crescimento, mas pela forma que é feita a obrigação de distribuição de lucros.

Nos REITs é regime contábil, ou seja, pós depreciação. Nos FIIs, é regime caixa, ou seja, talvez depois de uns 10 a 20 anos vai precisar emitir para fazer um retrofit. Assim, acho normal eles pagarem um yield menor que o nosso.

2 Curtidas

Então, o lance é mais complexo.
Se, por um lado, a média pode ser “baixa” se comparada ao BR (não recomendo!), por outro, os caras operam alavancados, e a maioria dos REITS tem por prática aumentar regularmente os proventos, ao contrário daqui, onde vemos proventos estagnados ou em queda por vários anos consecutivos.

1 Curtida

Acredito que os REITS são uma boa saída para dolarizar o patrimônio com um prêmio de risco um pouco melhor que bonds, porém menos arriscados que ações.

Eu acho que investimento no exterior é mais um hedge contra argentinização e venezuelização, então serve bem a esse proposito os reits. Eu nem ficaria tão fissurado com DY, pois quase sempre DY alto = alavacangem alta e maior risco.

1 Curtida